22°C 26°C
João Pessoa, PB
Publicidade

Redução de assassinatos na Paraíba e segurança em João Pessoa são destaque no Atlas da Violência 2024

Os dados apontam ainda João Pessoa como a capital mais segura do Nordeste.

20/06/2024 às 10h22 Atualizada em 20/06/2024 às 17h14
Por: Nailson Júnior Fonte: Secom PB
Compartilhe:
Redução de assassinatos na Paraíba e segurança em João Pessoa são destaque no Atlas da Violência 2024

A Paraíba foi confirmada como o estado com a terceira menor taxa de homicídios do Nordeste, de acordo com o Atlas da Violência 2024, divulgado nessa terça-feira (18). Os dados apontam ainda João Pessoa como a capital mais segura do Nordeste. O estudo, realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) em parceria com pesquisadores do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), utiliza dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Datasus, fornecendo dados consolidados até o ano de 2022.

Conforme o Atlas, a Paraíba registrou em 2022 uma taxa de 27,2 homicídios por 100 mil habitantes, totalizando 1.105 vítimas. Os estados do Maranhão (27,1) e Piauí (24,1) foram os únicos a apresentarem taxas inferiores. Desde 2012, a Paraíba acumula uma queda de 31,3% na taxa de homicídios.

Destaca-se também a significativa redução em homicídios de jovens, crianças e adolescentes no estado desde 2012, com quedas de 43,2%, 47,1% e 48,7%, respectivamente. No que diz respeito aos homicídios de mulheres, a Paraíba possui a terceira menor taxa do Nordeste, com 4,1 homicídios por 100 mil mulheres, atrás apenas de Sergipe (2,9) e Rio Grande do Norte (3,9). Foram registrados 84 casos de mulheres assassinadas em 2022, uma redução de 38,7% em comparação a 2012.

O estudo de 2024 também introduziu uma inovação ao calcular estatisticamente os homicídios não registrados no Brasil. O pesquisador do Ipea, Daniel Cerqueira, identificou São Paulo, Minas Gerais e Pernambuco como os estados com maior quantidade de “homicídios ocultos”. A Paraíba, por outro lado, foi classificada como tendo baixas taxas de homicídios ocultos, com uma variação de apenas 1,1 ponto entre a taxa registrada e a estimada de homicídios.

“Os resultados do Atlas da Violência 2024 reafirmam a posição da Paraíba como um dos estados mais seguros do Nordeste. Estes números são frutos de um trabalho árduo e contínuo de qualificação e integração dos órgãos operativos da Segurança Pública, que é a Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros Militar, bem como parcerias estratégicas feitas com o Detran e a Secretaria de Administração Penitenciária. Investimos fortemente na análise criminal e na inteligência o que têm nos permitido identificar e neutralizar as ameaças de maneira proativa. Esse trabalho integrado é fundamental para a nossa filosofia de gestão orientada por resultados, onde cada ação é planejada e executada com o objetivo de reduzir os crimes violentos em todo o nosso estado”, afirmou o secretário da Segurança e da Defesa Social, Jean Nunes.

João Pessoa é a capital mais segura do Nordeste

Além disso, a publicação ressaltou que João Pessoa é a capital do Nordeste mais segura e a décima do Brasil com menor taxa de homicídios. Um aspecto destacado foram as políticas de segurança pública qualificadas, baseadas em evidências e orientadas por resultados, que contribuíram para a redução dos homicídios. Este fenômeno, descrito por Cerqueira (2022) como a “revolução invisível”, enfatizou a gestão eficaz, o aprimoramento da inteligência policial e programas multissetoriais de prevenção à violência, proporcionando alternativas de vida para os jovens vulneráveis.
 
Outro ponto crucial apontado no Atlas diz respeito à segurança e efetividade dos dados registrados, apontando que João Pessoa (PB) e Florianópolis (SC) foram as únicas capitais a zerarem a estatística de homicídios ocultos, refletindo um bom preenchimento dos dados de homicídios no SIM (Sistema de Informações sobre Mortalidade).

“Reiteramos que esses avanços só foram possíveis graças à dedicação e ao trabalho incansável dos nossos profissionais de segurança pública e à implementação de políticas baseadas em evidências e avanços no uso de tecnologia. Continuaremos a trabalhar com seriedade e comprometimento para garantir a segurança de todos os paraibanos e reduzir ainda mais os índices de criminalidade em nosso estado”, afirmou o secretário Jean Nunes.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
João Pessoa, PB
29°
Parcialmente nublado

Mín. 22° Máx. 26°

30° Sensação
8.75km/h Vento
51% Umidade
67% (1.39mm) Chance de chuva
05h32 Nascer do sol
05h18 Pôr do sol
Qua 26° 22°
Qui 26° 21°
Sex 27° 22°
Sáb 26° 22°
Dom 26° 23°
Atualizado às 14h04
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,59 +0,23%
Euro
R$ 6,06 -0,12%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,55%
Bitcoin
R$ 389,062,93 -3,02%
Ibovespa
126,568,24 pts -1.01%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
ANUNCIE AQUI
Publicidade
Vagas de Emprego na Paraíba
jooble
Lenium - Criar site de notícias