(H3N2)

Gripe fora do inverno? Entenda as causas e como se prevenir da influenza A (H3N2)

Lavar as mãos, utilizar máscara e manter o distanciamento social são as melhores formas de prevenção, alerta especialista da Unimed JP

13/01/2022 13h43
Por: Nailson Júnior
Fonte: Vivass Comunicação
O inverno é a época mais propícia aos surtos de gripe, porém, desta vez, ela se antecipou e afetou a população em pleno verão no Brasil. A infectologista cooperada do plano de saúde Unimed João Pessoa, Ana Campanile, explica as causas, como se prevenir e o que fazer, caso apresente sintomas. “O que ocorre no momento é que houve a falta de proteção vacinal adequada, bem como o relaxamento das medidas de segurança — uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social — associada a uma variante viral que eleva o número de casos”, acredita.
 
Segundo a infectologista, o vírus influenza, causador da gripe, tem uma característica sazonal, ou seja, circula durante todo o ano, nas diversas regiões do mundo, com predomínio nos meses de outono e inverno. Para evitar o contágio pela gripe comum, Ana Campanile destaca que as medidas são as mesmas utilizadas na prevenção da covid-19. “Utilização de máscara, higienização das mãos com água e sabão, uso de álcool em gel. Bem como manter os ambientes ventilados, não tocar os olhos e a boca constantemente, evitar aglomerações e locais fechados e aderir à vacinação contra a gripe”, elenca.
 
Sintomas e tratamento - Recentemente foi noticiada a coinfecção por influenza e covid-19, o fenômeno foi nomeado de flurona. Segundo a infectologista, as infecções por vírus diferentes podem coexistir. “Não existe uma proteção cruzada entre as vacinas específicas. Com a flexibilização das medidas de restrição, a  população fica suscetível a vírus diferentes circulantes ao mesmo tempo, e com alta transmissibilidade”, explica. A síndrome gripal pode ter diferentes causas, entre elas a infecção pelos vírus influenza, parainfluenza, adenovírus ou vírus sincicial respiratório. “Os principais sintomas são febre alta acompanhada de tosse, dor de garganta, cabeça, no corpo e articulações. Os sintomas geralmente duram uma semana”, conta Ana Campanile. 
 
De acordo com a especialista, o tratamento inclui hidratação e repouso. “Porém, a qualquer sinal de gravidade — ou pessoas pertencentes ao grupo de risco — é necessário procurar atendimento médico, inicialmente por telemedicina, para orientação, realização de exames pertinentes, ou presencial, se necessário”, arrematou.
 
Sobre a Unimed JP – A Unimed João Pessoa é uma cooperativa de trabalhos médicos que se consolidou como a melhor e maior operadora de planos de saúde da Paraíba. Além dos mais de 1,8 mil médicos cooperados, possui a mais completa rede de assistência médico-hospitalar privada do Estado. São diversos hospitais credenciados, sendo dois próprios – um deles referência em alta complexidade -, além de clínicas, prontos-socorros e laboratórios à disposição de 155 mil clientes. Comprometida com o desenvolvimento sustentável, é signatária do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU). Tudo isso garante à Unimed JP a liderança absoluta no segmento de saúde suplementar no mercado paraibano.
 
Outras informações:
Instagram: @unimedjoaopessoa
LinkedIn: /company/unimed-joao-pessoa
Facebook: /unimedjoaopessoa
Twitter: @unimed_jp

 

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 15h35
30°
Nuvens esparsas Máxima: 30° - Mínima: 24°
34°

Sensação

20 km/h

Vento

66%

Umidade

Fonte: Climatempo
Nailson Junior
Vagas de Emprego na Paraíba
jooble
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Igreja Nova Vida
ANUNCIE AQUI