Mobilidade Urbana

Cabedelo inicia elaboração do Plano de Mobilidade Urbana

Previsão de conclusão do documento é de, aproximadamente, oito meses

01/12/2021 14h07
Por: Nailson Júnior
Fonte: SECOM CABEDELO

A Prefeitura Municipal de Cabedelo, por intermédio da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), promoveu, nessa terça-feira (30), no auditório do Instituto Paraibano de Educação de Tecnológica (IFPB) no bairro Jardim Camboinha, a 1ª Audiência Pública para o desenvolvimento do Plano de Mobilidade Urbana do município.

A elaboração do documento servirá de base para o planejamento de ações na área de mobilidade urbana em todo município e essa iniciativa visa elaborar o instrumento que servirá de guia para o planejamento de curto, médio e longo prazo e visa a melhoria da mobilidade urbana na cidade e da qualidade de vida dos cidadãos cabedelenses.

Esse conjunto de objetivos e metas buscam estratégias, recursos materiais e humanos que se engajem na promoção de efetivas transformações locais, visando o desenvolvimento da cidade e satisfazendo as necessidades da população residente. A participação popular ligada aos vários segmentos administrativos e econômicos é de imprescindível importância, como destacou o secretário de Mobilidade Urbana, Inácio de Morais.

"Esta audiência pública é motivada pelo desenvolvimento. A lei 12.587 de 2021, que ficou conhecida como Lei de Mobilidade Urbana, determina a elaboração desses planos para cidades com o nosso porte até abril de 2023 e, a rigor, nós já estamos em plena elaboração. E não estamos apenas cumprindo um requisito legal, essa é uma ferramenta importantíssima para o desenvolvimento urbano. Cabedelo cresce a olhos vistos com componentes que serão pesados para compor esse plano. Esperamos ter a contribuição da sociedade civil, da classe política e de todos no acompanhamento da aplicação destas ações independentemente das mudanças nas gestões municipais", destacou Morais.

A empresa responsável pelo desenvolvimento do plano é a Líder Engenharia & Gestão de Cidades, de Ribeirão Preto (SP), que foi contratada mediante licitação e já possui larga experiência em diversas cidades espalhadas pelo país.

Etapas – Essa etapa inicial da elaboração do plano é o momento onde se faz todo o processo de avaliação da estrutura que existe no município, identificando junto com a população e os técnicos da Prefeitura quais são os principais problemas na área de mobilidade urbana na cidade para se chegar a um diagnóstico.

Será realizada uma série de pesquisas e a partir da conclusão delas e da sistematização desses dados será obtido um raio X do município. Em seguida, na fase de prognóstico, serão indicados projetos e obras que serão necessários em cada área.

Na ocasião desta primeira audiência, foi também lançada uma plataforma chamada Espaço Cabedelo em Movimento, que permite o acesso de técnicos da Prefeitura e da empresa, a todo material informativo, a uma agenda de atividades, bem como, a um espaço de perguntas, considerações e sugestões que facilitam o diálogo entre a população e empresa.

Representante da empresa Líder Engenharia & Gestão de Cidades, Robson Ricardo Resende ficou responsável pela explanação das etapas do Plano durante a audiência pública. O engenheiro sanitarista ambiental também evidencia que a sensibilização da população para participação efetiva no Plano de Mobilidade Urbana é essencial.

"Embora tenhamos uma equipe técnica muito qualificada, a população tem um papel fundamental ao longo do desenvolvimento de todo trabalho, e isso precisa ser feito de forma efetiva, pois quem realmente conhece o município são as pessoas que vivem nele e os técnicos que nele trabalham. Também será muito importante a participação dos vereadores, pois depois das fases de diagnóstico e prognóstico, será elaborada uma minuta de lei que será encaminhada para Câmara juntamente com todos os estudos desenvolvidos, apresentados e aprovados em audiência pública. Vamos frisar o tempo todo que as cidades deverão ser projetadas para as pessoas e não para veículos", finalizou Robson.

Presenças - A audiência pública contou com a participação de autoridades e de representantes da sociedade civil organizada. Estiveram presentes também o secretário de Planejamento Urbano e Habitação, Rodrigo Martinez; o diretor do IPFB Campus Cabedelo, professor Lício Romero; representantes da Companhia Docas da Paraíba (Porto de Cabedelo); Marx Castro, representante da Associação dos Condutores de Transporte Complementar de Veículos de Aluguel de Cabedelo (ACTCVAC);  Suênio Soares, representante da Associação dos Moradores do Renascer II (ASMORE); e Epitácio Ferreira, Líder comunitário do Jardim Jericó.

 

 
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 16h25
30°
Nuvens esparsas Máxima: 30° - Mínima: 24°
34°

Sensação

20 km/h

Vento

66%

Umidade

Fonte: Climatempo
Nailson Junior
Vagas de Emprego na Paraíba
jooble
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
ANUNCIE AQUI
Igreja Nova Vida