Vacinação

Imunização em Cabedelo atinge menor faixa etária vacinável permitida

Cidade inicia campanha em adolescentes 12+ sem comorbidades; doses de reforço, D2 e D1 para os demais públicos também senguem sendo aplicadas

24/09/2021 15h57Atualizado há 4 semanas
Por: Nailson Júnior
Fonte: SECOM CABEDELO

A sexta-feira (24) começou com vacina no braço nos adolescentes 12+ em Cabedelo. A cidade é uma das primeiras do Estado a ampliar a campanha para este público, com ou sem comorbidades.

A vacina está disponível no Cabedelo Clube, das 8h às 14h. Além da faixa dos 12+, a campanha segue aplicando as doses de reforço em idosos 70+ que tomaram a 2ª dose há seis meses; e imunossuprimidos que tomaram a 2ª dose há, pelo menos, 28 dias.

Também segue sendo disponibilizada a 1ª dose para adolescentes 12+ com comorbidades, deficiência permanente, gestantes ou privados de liberdade; e D2 para quem já conta os tempos de intervalos (28 ou 90 dias).

Neste sábado (25), Cabedelo participa do Dia D de vacinação contra a Covid-19, convocado pelo Governo do Estado. No Cabedelo Clube, das 8h às 14h, e em todos os Postos de Saúde da Família (PSF), das 8h às 12h, serão aplicadas as doses de reforço, D2 D1 para os retardatários que ainda não se vacinaram. 

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo Castelliano esteve na manhã desta sexta-feira no Cabedelo Clube para acompanhar esse momento histórico na cidade, que foi a ampliação da vacinação para a menor faixa etária permitida pelo Ministério da Saúde.

"É um sentimento de muita felicidade e dever cumprido. Ter nosso município como sendo um dos primeiros a chegar na idade apta a vacinação é fruto de muito trabalho. Lembro que, no mês de dezembro, anunciamos a compra de 60 mil seringas e já estávamos preparados para essa luta. Amanhã chegamos ao dia D da vacinação em Cabedelo. Estaremos com as 24 Unidades de Saúde Familiar funcionando, além dos postos principais de vacinação e, por isso, conclamamos a população que venha se vacinar. Só vamos nos libertar desse mal se tomarmos a vacina!", ressaltou Vitor Hugo.

O vice-prefeito Mersinho Lucena também acompanhou o início da vacinação para o público 12+ sem comorbidades e não conteve a dupla felicidade de também poder levar o filho João Emerson para se imunizar.

"É um momento histórico! Estou muito feliz, pois depois de um período de tantas dificuldades, estamos conseguindo atingir essa meta. Isso poderá facilitar ainda mais a reorganização dos estabelecimentos, pois também já estamos trabalhando seguindo os protocolos de segurança. É com muita alegria que sonhamos com essa volta à normalidade, e podemos ver agora os adolescentes compartilhando deste sentimento. Gostaria de parabenizar todos que estão envolvidos, principalmente a equipe de saúde que tem feito um trabalho brilhante. E aqueles que ainda não se vacinaram, que tomem a primeira dose, a segunda, a terceira, o que for necessário. Confiem na ciência, é a melhor solução para sairmos dessa pandemia", afirmou Mersinho.

A primeira adolescente acima de 12 anos sem comorbidade que recebeu o imunizante em Cabedelo foi a pequena Letícia Nóbrega de Oliveira, moradora do bairro Praia do Poço. A estudante contou com entusiasmo que esperou muito por esse dia e mandou seu recado para os pais e para outros adolescentes.

"A ansiedade realmente era grande, pois eu sabia que, com essa vacina, eu iria me sentir mais protegida. E eu também não imaginei que esse dia chegaria tão rápido aqui. Sei que não estou cem por cento imunizada, mas já me sinto bem e muito mais protegida! Gostaria de dizer que todos devem se vacinar para nossa segurança", disse a adolescente.

O secretário de Saúde, Murilo Suassuna, comentou sobre o processo de imunização em Cabedelo. E ressaltou a importância de convencer as pessoas que não querem se vacinar.

"É muito gratificante para nós chegarmos nesse marco, mas não significa que os desafios acabaram. A pandemia está aí, ainda existem pessoas que não tomaram dos grupos anteriormente anunciados. Todas as faixas etárias já foram anunciadas, então agora o nosso trabalho é buscar quem não vacinou, buscar a terceira dose do idoso que já pode tomá-la, buscar a pessoa que não tomou a segunda dose... O trabalho continua. É árduo e bem mais difícil porque algumas pessoas não querem se vacinar. Precisamos ter uma base de convencimento e mostrar a essas pessoas que vacina salva vidas e a importância delas estarem vacinadas para o resto da população. Não adianta eu estar vacinado e outra pessoa não. Temos que vacinar todo mundo!", afirmou Murilo.

Números da vacinação - De acordo com os números da Sescab, desta sexta-feira (24) pela manhã, Cabedelo já aplicou 71.857 doses de vacina, sendo 47.506 de 1ª dose; 22.979 de 2ª dose e 1.282 do imunizante com dose única, fazendo uma parcial de 24.261 pessoas com ciclo vacinal completo.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 03h24
24°
Nuvens esparsas Máxima: 30° - Mínima: 24°
24°

Sensação

9 km/h

Vento

89%

Umidade

Fonte: Climatempo
Nailson Junior
Vagas de Emprego na Paraíba
jooble
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Igreja Nova Vida
ANUNCIE AQUI