Smartphone

Qual o melhor celular custo-benefício para comprar em 2021?

Algumas dicas para comprar celular bom e barato em 2021

28/04/2021 11h02
Por: Danniel Macedo

Você já deve ter notado que os preços dos eletrônicos, de modo geral, aumentaram bastante ao longo de 2020, não é mesmo? Isso porque, com a pandemia, o dólar subiu para patamares nunca vistos. Como uma grande parte dos aparelhos tem peças importadas, mesmo quando são fabricados por aqui, é compreensível que os aumentos sejam repassados ao consumidor.

Nesse contexto, tem muita gente esperando essa crise passar e os preços voltarem ao normal para trocar de smartphone. Mas algumas pessoas não têm essa opção — afinal, se o seu celular parou de funcionar, não dá para ficar sem, né? Então, a melhor alternativa é pesquisar bastante para tentar encontrar algum celular bom e barato. A boa notícia é que ainda existem algumas opções com preços acessíveis, que atendem às necessidades do dia a dia. 

Algumas dicas para comprar celular bom e barato em 2021

Antes de tudo, é importante prestar atenção nessa dica de ouro: compre apenas depois de olhar um bom site de comparações de preços. Assim, você acompanha os valores e evita cair em promoções fajutas. Falando em preço, os valores descritos nesta matéria são referentes ao final de dezembro de 2020, quando ela foi produzida — talvez você ache alguma promoção melhor quando fizer a sua pesquisa, em outro momento.  

Outra recomendação importante para quem está buscando um celular bom e barato é evitar comprar modelos no lançamento: os preços sempre caem depois de alguns meses. Por fim, a gente também indica que você fuja dos modelos mais baratinhos: vale a pena pagar um pouco mais para ter um aparelho que dure e evitar outros gastos. 

Philco Hit Max: uma aposta que pode valer a pena

O custo-benefício do Hit Max é simplesmente imbatível: por menos de 900 reais, você leva um smartphone com 4 GB de RAM (suficiente para rodar a maioria dos apps) e 128GB de memória interna para fotos e arquivos. Além disso, o design é interessante e os especialistas aprovaram o desempenho do celular em testes. 

A grande questão é que a maioria das pessoas nunca teve um celular Philco — e talvez nem saiba que a marca fabrica esse tipo de produto. Por isso, é compreensível que a marca tente apostar no preço para atrair os compradores. Contudo, se a marca não for um problema para você, comprar esse aparelho pode valer muito a pena. 

Fique de olho: A Philco também tem um modelo mais simples na sua linha, o Hit Plus. Ele custa só um pouco menos, mas perde muitas funções: não vale a economia. 

LG K41S: um celular honesto e acessível

A coreana LG é menos popular que sua conterrânea Samsung, mas é uma ótima opção para quem busca um celular bom e barato. O problema é que são tantos modelos que, em meio às opções, alguns usuários podem ter dificuldade de escolher. 

Nesse contexto, nossa dica é deixar os modelos mais recentes de lado — como o K52 e K62, por exemplo — e procurar a geração anterior, cujos nomes terminam com o número 1. Dessa safra, aquele que costuma oferecer o melhor custo-benefício é o LG K41S: ele já tem sensor de digitais para desbloqueio e 3 GB de memória RAM, com 32 GB de armazenamento. 

Isso não garante um grande desempenho, mas é o suficiente para as tarefas do dia a dia. Por preços de menos de 900 reais, é um dos melhores celulares para quem busca gastar pouco.

Fique de olho: Se a diferença de preço for pequena e couber no seu bolso, vale a pena partir para o modelo K51S (que oferece mais armazenamento para arquivos) e até para o K61 (com mais memória RAM para rodar aplicativos). 

Samsung Galaxy M31: aparelho poderoso que não custa caro

A linha M da Samsung foi criada com foco em custo-benefício: o acabamento é mais simples que a linha A, o sensor de digitais fica na traseira e não embaixo da tela, entre outras questões menores… Mas o principal — bom desempenho aliado ao preço — é cumprido com louvor. 

A linha conta com o M21, M31 e M51. Nossa indicação é justamente o "filho do meio": com 6 GB de RAM e 128 GB de armazenamento, ele vai rodar a maioria dos aplicativos sem travar por um bom tempo. Além disso, sua bateria de 6000 mAh é suficiente para dois dias de uso. Quem quiser economizar, pode ir para o modelo mais barato, mas a pouca diferença faz com que o M31 seja uma escolha mais interessante: ele custa cerca de 1500 reais. 

Fique de olho: Embora o custo-benefício não seja o foco da linha A, esses aparelhos podem se tornar atrativos em promoções. Se a diferença do M31 para o A51 ou A71 não for tão grande e você não se importar com a bateria menor, esses modelos podem valer a pena.

Motorola G9 Play: deixei de ser básico

O nome "Play" costuma designar os aparelhos mais básicos da Motorola. Mas na nona geração da linha G isso não é bem verdade: o Moto G9 Play é um bom intermediário, com 4GB de RAM e 64 GB de armazenamento, além de um processador Snapdragon 662. 

Isso quer dizer que ele dá conta da maior parte das funções do dia a dia e dificilmente vai travar em pouco tempo. Nas lojas, o modelo costuma ser encontrado por valores entre R$ 1100 e 1200 — um preço muito interessante para os patamares atuais. 

Fique de olho: A Motorola também atualizou sua linha E, mais básica. Como os dois custam quase o mesmo, é melhor ficar com o G9 Play. Porém, se o Moto E7 Plus estiver com desconto e a diferença pesar no bolso, pode migrar para ele sem medo. 

Redmi 9: ainda referência em custo-benefício

Para fechar nossa lista, uma opção da marca chinesa que se tornou a favorita dos usuários que buscam custo-benefício. Por mais que, com o aumento do dólar, os celulares da Xiaomi já não tenham uma diferença de preço tão grande para os nacionais, eles continuam atrativos.

Dentro da linha, nossa aposta é o Redmi 9, que oferece um bom balanço entre desempenho satisfatório e preço. Por cerca de 1400 reais, você leva um celular com 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento, além de um conjunto com três câmeras e sensor de digitais na traseira. 

Fique de olho: Os modelos 9A e 9C são os basiquinhos da Xiaomi. Se estiverem por R$ 1000 ou menos e você quiser economizar, podem ser boas escolhas. Caso você esteja disposto a gastar um pouco mais para ter uma tela maior e mais desempenho, o Redmi Note 9S custa cerca de R$ 200 a mais — mas o 9 normal já atende à maioria dos usuários. 

Terminando nosso guia, uma ótima dica para quem busca custo-benefício é economizar também nos planos de telefonia. Nesse sentido, a Claro está com ofertas ótimas para seus planos controle: até 11 GB por apenas R$ 44,99, na opção com débito automático e fatura digital. Se você adquirir o aparelho com o plano, é possível ter um bom desconto!

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 13h49
30°
Nuvens esparsas Máxima: 29° - Mínima: 22°
34°

Sensação

22 km/h

Vento

66%

Umidade

Fonte: Climatempo
Nailson Junior
Municípios
PMJP
Últimas notícias
Unimed
Mais lidas
ANUNCIE AQUI
ANUNCIE AQUI