Reforma Tributária

“Esse é o momento em que se deve ter espírito público”

Enfatiza Aguinaldo Ribeiro ao reforçar a importância do Congresso e governo priorizarem a reforma Tributária

27/11/2020 15h07
Por: Nailson Júnior
Fonte: Assessoria

O deputado federal e relator da reforma Tributária, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), defendeu, durante entrevista à CNN na noite dessa quinta-feira (26), um direcionamento por parte do governo federal para que os partidos possam apreciar e votar a referida reforma, já que a pauta é de extrema importância para o Brasil, sobretudo em um pós-pandemia.

O parlamentar paraibano ainda deixou claro que não fez nenhuma antecipação nem a colegas de Casa, tampouco à imprensa ou a interlocutores, sobre o relatório da reforma Tributária na Comissão Mista, que segundo ele, só vai ser liberado após findarem os diálogos com todas as lideranças e partidos. Ele ainda explicou que temas como a tributação por dividendos de empresa estão sendo pautados pelos partidos e como todos os outros, estão sendo colocados em discussão.

“Eu não fiz nenhuma declaração sobre o relatório que eu só vou disponibilizar quando estiver pronto, dialogado com todas as lideranças e partidos, o que há de fato é uma demanda de partidos que estão colocando temas, o que não é novidade pois já está sendo discutido na comissão mista e de fato sobre o relatório não conversei nem antecipei pra quem quer que seja e existe sim propostas com progressividade e essas propostas são conceitualmente o que consta em uma reforma de Sistema Tributário. O que existe é o diálogo” frisou.

Aguinaldo ainda declarou que está conversando com todos os partidos, sem distinção, para tentar avançar na pauta e ainda defendeu que o governo federal entre de vez na pauta, para que desta forma haja um direcionamento e maior celeridade na apreciação e votação da reforma Tributária.

“Eu estou conversando com todos para que possamos avançar. A partir de agora o problema da reforma não é ela em si tecnicamente, quando a gente fala em tributar a renda há uma discussão de reduzir a alíquota na pessoa jurídica e haver a cobrança na pessoa física para se preservar inclusive o capital e o investimento das empresas então o que de fato existe é o sentimento de que as coisas começam a não andar pois falta um direcionamento, inclusive sobre esta agenda que é importante. Então é o momento do governo entrar na reforma e fazer com que ela seja aprovada” declarou.

Ao final, o relator enfatizou a necessidade de uma celeridade na aprovação da reforma Tributária, já que a prioridade dos que fazem o parlamento e o governo federal deve ser sempre o melhor para o Brasil e para os brasileiros.

“Eu espero que possa acontecer a reforma Tributária, esse é o momento em que se deve ter espírito público, pensar no Brasil. Nós estamos em um momento de dificuldade fiscal, em uma pandemia, e é importante que todos nós que integramos o parlamento e o governo federal possamos ter a responsabilidade de votar uma agenda que é importantíssima para que possamos enfrentar 2021, que este sim será um ano talvez muito difícil para todos nós” concluiu.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 14h46
30°
Muitas nuvens Máxima: 30° - Mínima: 23°
33°

Sensação

22 km/h

Vento

62%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Anúncio
Municípios
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio
Anúncio