Guerra

Guerra & Paz

Guerra & Paz

27/04/2020 14h31Atualizado há 5 meses
Por: Valter Nogueira


Guerra e paz é o título de um famoso livro de autoria do renomado escritor
russo, Liev Tolstói. Mas é, também, o título de dois painéis pintados pelo
grande artista plástico brasileiro, Cândido Portinari, expostos na entrada do
prédio-sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque.
O título, meio que paradoxal, tem muito a ver com a realidade que vivemos
hoje, no mundo, especialmente no Brasil, ante à pandemia do novo Corona
Vírus.
No Brasil, a pandemia parece ter reaquecido um fato que estava frio,
adormecido, havia algum tempo, mas não morto. Isto é, a volta do
enfrentamento – mais acirrado – entre o grupo de pessoas admiradoras do
presidente Jair Bolsonaro e a ala que faz oposição ao governo – tudo isso
regado a panelaços.
O estopim foi o isolamento social. Depois, a demissão do ministro da Saúde,
Henrique Mandetta, seguida da saída do ministro Sérgio Moro – realidades que
geraram uma segunda crise, desta vez, política.
É permitido a um presidente da República tomar partido frente à determinadas
situações. Porém, o que vai pesar sobre o posicionamento de um chefe de
nação são as atitudes, o comportamento. Enfim, o modo de agir diante de tais
situações– já disse isso em artigo anterior.
Nesse cabo de guerra, em razão de atitudes equivocadas, penso que o Capitão
perdeu terreno por ter insistido em marchar na contramão da história, ao se
posicionar contra a Ciência e a técnica. A maioria quis o isolamento social.
Giro pelo mundo
Em canto nenhum do Planeta se viu um presidente fazendo campanha aberta
contra o isolamento social, mesmo aqueles que, a princípio, se posicionaram
contra a quarentena.
Donald Trump (Estados Unidos) e Giuseppe Conte (Itália) se posicionaram
contra o isolamento, a princípio. Mas, voltaram atrás – qual o problema?
Mesmo quando estavam contra o isolamento, ninguém viu Trump ou Conte sair
às ruas sem máscara, cumprimentar pessoas, promover aglomerações.
Crise política
O ex-ministro Sérgio Moro pediu demissão do cargo, na última sexta-feira (24),
acusando o presidente Bolsonaro de querer interferir na Polícia Federal, entre
outros atos não republicanos.
Em pronunciamento feito à Nação, o presidente negou as acusações. Só o
tempo e as investigações futuras dirão quem fala a verdade.
Mas o fato é que, no momento, o país enfrenta duas crises. E, na esteira das
controvérsias, a popularidade do presidente despenca. Pela primeira vez na

série de pesquisas realizadas pela consultoria Atlas Político, a maioria dos
entrevistados (52%) é favorável a um processo de impeachment contra
Bolsonaro.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
João Pessoa - PB
Atualizado às 00h20
25°
Alguma nebulosidade Máxima: 30° - Mínima: 22°
25°

Sensação

11 km/h

Vento

83%

Umidade

Fonte: Climatempo
Anúncio
Municípios
Últimas notícias
Anúncio
Mais lidas
Anúncio