PBNEWS


Tecnologia

JP terá 40 bairros com Estações Digitais Móveis em 2016

As metas da Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (Secitec) previstas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2016 foram apresentadas na tarde desta quarta-feira (27), na quarta audiência pública para discutir o tema na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Entre os planos estão ampliar o número de Estações Digitais, ter 40 […]

27/05/2015 18:15

As metas da Secretaria de Ciência e Tecnologia de João Pessoa (Secitec) previstas na Lei de

Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2016 foram apresentadas na tarde desta quarta-feira (27), na

quarta audiência pública para discutir o tema na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). Entre

os planos estão ampliar o número de Estações Digitais, ter 40 bairros atendidos pela Estação Digital

Móvel, implantar os Centros de Recuperação de Computadores (CRC) e de Tecnologias Assistivas

para deficientes auditivos e visuais.

“Procuramos ações que facilitem o acesso da população à informação, com inclusão digital,

principalmente para os cidadãos carentes e de baixa renda”, comentou o gestor da Secitec, Bival

Dantas.

Ele informou que o carro-chefe da pasta são as Estações Digitais. Hoje há 38 em 30 bairros e

pretende-se ampliar esse número em 2016. “Promovemos a inclusão sociodigital nesses pontos que

promovem cursos e treinamento em informática, para produção de aplicativos, dentre outros”,

frisou Bival. Outra meta é passar de 1.100 para 1.200 alunos em parceria com o Ministério da

Tecnologia (MT).

Outro projeto para 2016 é a Estação Digital Móvel, algo que iniciou-se com o Governo Federal em

2015 e vai passar a ter uma edição Municipal. “A intenção é dobrar o número de bairros atendidos,

que já são 20. São ônibus climatizados, que têm computadores, elevador para cadeirantes, e

responsáveis por realizar cursos de pequena duração nos bairros da cidade”, explicou Bival.

Ele falou que vai continuar na cidade o projeto Casa Brasil, em que há treinamentos para

manutenção de tablets e celulares. De acordo com o secretário, a iniciativa foi implantada em todos

os Estados brasileiros e só continua a acontecer em João Pessoa.

Além disso, Bival anunciou que, apesar de o CRC ser implementado no segundo semestre deste

ano, será em 2016 que ele começará a dar resultados. O Centro será instalado no bairro do Róger.

“João Pessoa terá um projeto pioneiro no Brasil na esfera pública. Vamos coletar e receber

computadores de órgãos e entidades e recuperá-los para que possam servir para outras pessoas. A

iniciativa será utilizada como piloto para todas as outras capitais do Brasil que posteriormente

quiserem implementar um CRC”, adiantou o gestor.

Também será implementado o Centro de Tecnologias Assistivas. “Porém em cada uma das 38

Estações Digitais Móveis haverá computador com acesso para deficientes visuais e auditivos.

Vamos adquirir softwares específicos para isso”, informou Bival também anunciando a criação de

um Plano Diretor de Ciência e Tecnologia para inserir a cidade no meio da pesquisa, acesso e

difusão do conhecimento e técnicas além de fomentar ações na área.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS