PBNEWS


Saúde

6ª Caravana do Coração encerra com mais de 1.800 atendimentos

A Caravana do Coração passou, neste sábado (14), pela última cidade desta sexta edição, Mamanguape (a 52 km de João Pessoa). A ação, realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), percorreu dois mil quilômetros, passou por 13 municípios da Paraíba, atendeu mais de 1.800 pessoas e capacitou mais […]

16/07/2018 10:17

A Caravana do Coração passou, neste sábado (14), pela última cidade desta sexta edição, Mamanguape (a 52 km de João Pessoa). A ação, realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), percorreu dois mil quilômetros, passou por 13 municípios da Paraíba, atendeu mais de 1.800 pessoas e capacitou mais de 2 mil profissionais.

Ao todo, a sexta edição da Caravana atendeu 1.857 pessoas, sendo 349 gestantes, 1.431 crianças cardiopatas e 77 crianças com microcefalia. Em Mamanguape, os números foram: 15 gestantes, 120 crianças cardiopatas e 6 crianças com microcefalia. Dos locais que receberam a ação, Esperança foi o município com o maior número de atendimentos, 168 no total, e Cajazeiras foi a cidade com maior número de profissionais capacitados, 241 pessoas.

Este ano, a Caravana teve como principal objetivo a capacitação de profissionais de saúde locais. Essas oficinas foram destinadas para as equipes de atenção básica, hospitalares e Samu, gestores municipais, gerentes regionais de Saúde, gestores dos hospitais e professores das Redes de Ensino estadual e municipal.

De acordo com a diretora do Círculo do Coração, a cardiologista Sandra Mattos, o grande impacto da caravana, este ano, foi a capacitação dos profissionais e também a conscientização deles de que esta é uma ação dentro de um programa que dura o ano inteiro. “O nosso esforço, nesta edição, foi em conscientizar as pessoas de que a gente tem o dia de atendimento, o dia de capacitação, mas que quando acaba, quando a caravana passa, a gente deixa na cidade o recurso, a estrutura para que eles possam continuar em contato com a Rede. O dia de amanhã é mais importante que o de hoje”, disse.

A secretária de Estado da Saúde, Claudia Veras, acompanhou a ação em Mamanguape e reforçou a importância da capacitação profissional promovida pela Caravana. “Acho que os municípios devem aproveitar muito essa qualificação, pois o grande legado da Caravana é a capacitação profissional. O dia D é importante, mas qualificar o atendimento nas regiões de origem é fundamental”, completou.

Na primeira edição, a ação foi composta por 36 profissionais, sendo 30 de Pernambuco e 6 da Paraíba, e foram atendidos 500 pacientes e a estrutura era montada em escolas do Estado. Este ano, a Caravana do Coração contou com 120 voluntários, sendo 100 paraibanos e 20 pernambucanos, e renovou sua estrutura. As equipes foram divididas e, em cada município, elas se concentravam em três locais diferentes (escolas, hospitais e maternidades), cada um com atendimento específico voltado para a saúde materna, cardiopatia e microcefalia.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS