PBNEWS


Saúde

Saúde divulga boletim da dengue, zika e chikungunya de janeiro a abril de 2018

Em 2018, foram registrados 314 casos de chikungunya, Já em 2017, foram 442 casos suspeitos, uma redução de 28,95% das notificações suspeitas entre 2017 e 2018.

24/04/2018 15:02

A Secretaria de Estado da Saúde (Ses), divulgou Boletim Epidemiológico relacionado às arboviroses onde constam os casos notificados de dengue, chikungunya e zika, na Paraíba, no período de 1º de janeiro a 17 de abril (16ª Semana Epidemiológica de 2018).

Quanto à dengue, foram notificados 1.643 casos suspeitos, o que aponta um aumento de 16,44% das notificações suspeitas quando comparado com 2017, no mesmo período, quando foram notificados 1.411 casos. Em 2015 e 2016 registraram, respectivamente, 9.422 e 33.650.

Em 2018, foram registrados 314 casos de chikungunya. Já em 2017, foram 442 casos suspeitos, uma redução de 28,95% das notificações suspeitas entre 2017 e 2018.

Ainda no mesmo período de 2018, foram registrados 46 casos com suspeita de zika. Em 2017, no mesmo período, foram registrados 98 casos, uma redução de 53% das notificações suspeitas quando comparado 2017 com 2018.

Até a 16ª Semana Epidemiológica de 2018, foram notificados 10 óbitos. Entre as ações programadas de combate ao mosquito Aedes aegypti, para 2018 estão o monitoramento e acompanhamento da situação epidemiológica e ambiental pelas áreas técnicas; mobilização e distribuição de material educativo referente às arboviroses; apoio técnico “in loco” conforme situação epidemiológica e ambiental dos municípios; intervenção com aplicação do UBV Pesado (carro fumacê), respeitando os critérios Epi-entomológicos estabelecidos na Nota Técnica nº 01 de 2018.

No período de 01 de janeiro a 31 de março de 2018, foram realizadas 1.735.881 visitas domiciliares, sendo que 149.641 imóveis (8,6%), nos 223 municípios paraibanos, estavam fechados.

“Por causa do período de chuvas, recomendamos às Secretarias Municipais de Saúde a continuidade das ações, intensificadas e integradas com os setores de infraestrutura, limpeza urbana, Secretarias de Educação e Meio Ambiente, entre outros, de modo a sensibilizar a população para exterminação dos criadouros do mosquito contribuindo para o controle das Arboviroses”, declarou o gerente operacional de vigilância ambiental, da SES, Geraldo Menezes.

Arboviroses – São as doenças transmitidas ao homem por picadas de mosquitos – causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, zika e chikungunya (nestes casos, pelo mosquito Aedes aegypti infectado, um dos principais transmissores de arboviroses da atualidade).

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS