PBNEWS


Saúde

Campanha de Queimaduras do Hospital de Trauma é lançada na Capital

A Paraíba é o único estado brasileiro a manter por 15 anos ininterruptos uma campanha de prevenção a queimaduras e o resultado já pode ser visto.

07/06/2017 16:39

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, divulgou durante o lançamento da XV Campanha de Prevenção às Queimaduras “Marcas que Ficam Para Sempre 2017”, nessa terça-feira (6), os dados sobre queimaduras de 2016. Ao todo foram 1.166 entradas na unidade de saúde. O evento aconteceu no auditório da instituição e contou com a presença da direção, profissionais de saúde e jornalistas.
Para o coordenador da Unidade de Tratamento de Queimados, Saulo Montenegro, o foco deste ano será o investimento em educação infantil. “Queremos formar futuros cidadãos conscientes e acreditamos que só assim poderemos mudar o quadro de queimaduras da Paraíba”, frisou.
De acordo com a coordenadora de enfermagem da unidade, Desirée Mazocco, a equipe da UTQ realizará diversas palestras e apresentação de teatro em escolas públicas e privadas para público infantil da Grande João Pessoa. E no dia 20 de junho terá uma panfletagem e diversos serviços serão oferecidos no Busto de Tamandaré.
Para o diretor administrativo, Sidney Schmid, a campanha é um divisor de águas no calendário junino da Paraíba. “Os dados revelam que a cada ano os números têm decrescido. E o bacana que este ano o grande diferencial é o investimento maior na educação, ou seja, muitas crianças serão alcançadas, através dos eventos”, completou.
De acordo com os dados estatísticos da instituição, em 2016, João Pessoa (748) foi o município em que mais vítimas de queimaduras deram entrada na unidade hospitalar, seguido de Bayeux (65) e Cabedelo (50). O período em que ocorreram mais queimaduras foram janeiro (138), junho (109) e dezembro (112), ao todo foram 1.166, representando uma média de 97 casos por mês.
A Paraíba é o único estado brasileiro a manter por 15 anos ininterruptos uma campanha de prevenção a queimaduras e o resultado já pode ser visto. Em junho, o hospital realizou 106 atendimentos, o que representa uma redução de aproximadamente 5,4% em relação ao mesmo período do ano de 2015, quando foram registrados 112 atendimentos relacionados às queimaduras.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS