PBNEWS


Policial

Polícia prende último suspeito de participar da morte do radialista Ivanildo Viana

De acordo com as investigações, Célio Martins Filho teria dado apoio à ação criminosa ajudando os executores do radialista que estavam em uma moto e em um veículo.

31/08/2017 18:12

O último suspeito de participar da morte do radialista Ivanildo Viana foi preso nessa quinta feira (31), quando se apresentou acompanhado de um advogado na Delegacia de Santa Rita ao delegado Seccional Everaldo Medeiros. De acordo com as investigações, Célio Martins Filho teria dado apoio à ação criminosa ajudando os executores do radialista que estavam em uma moto e em um veículo. Ele está à disposição do juiz da audiência de custódia.
O radialista Ivanildo Viana foi assassinado com quatro tiros no dia 27 de fevereiro de 2015, quando passava de moto pelo quilômetro 80 da BR-101, em Santa Rita, região metropolitana de João Pessoa. O resultado da investigação realizada pelo Núcleo de Homicídios de Santa Rita, sede da 5ª Delegacia Seccional foi apresentado na terça-feira (29), no mesmo dia em que foi realizada a Operação Sintonia, responsável pela prisão de seis suspeitos de participação no crime. O trabalho coordenado pelo Núcleo de Homicídios de Santa Rita, contou com o apoio das Delegacias de Crimes Contra Pessoa (Homicídios), Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa e Grupo de Operações Especiais (GOE).
Os mandados de prisão preventiva e de buscas e apreensão foram cumpridos nas cidades de Bayeux e João Pessoa contra os ex-policiais militares Arnobio Gomes Fernandes, Erivaldo Batista Dias e Olinaldo Vitorino Marques, que já cumprem penas por outros crimes. Também foram presos Eliomar de Brito Coutinho, que está recolhido no Presídio do Roger; Francisco das Chagas Araujo e Valmir Ferreira da Costa. Eles, junto com Célio Martins Filho, teriam recebido 75 mil reais para assassinar o radialista. Os suspeitos foram identificados a partir das análises das imagens das câmeras de segurança instaladas no trajeto feito pela vítima.
O radialista foi perseguido por um veiculo Volkswagen Gol Rally Branco e uma Moto Honda Fan vermelha e foi o homem que vinha na garupa dela que matou Ivanildo. A polícia descobriu que os envolvidos foram contratados pelo ex-policial e ex-vereador de Bayeux Arnobio Gomes Fernandes, que foi preso na semana passada por porte ilegal de arma. O dono da moto usada pelo assassino é Eliomar, que cumpre pena no Presídio do Roger suspeito de ter participado da execução da diretora da Cadeia Pública de Ingá, Córdula Veloso Borges Neta. O crime aconteceu no dia 20 de outubro de 2015, às margens da BR-230. Na época da prisão, Eliomar estava com uma pistola 9mm que a polícia acredita ter o mesmo calibre da arma que assassinou o radialista.
Com a prisão dos suspeitos, o Núcleo de Homicídios da cidade de Santa Rita, responsável pelas investigações, agora concentra o trabalho na identificação do mandante do crime, a pessoa que pagou para executar o radialista Ivanildo Viana. Outro ponto que ainda está sendo investigado pelos policiais é a motivação do crime.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS