PBNEWS


Policial

Polícia prende falso empresário envolvido em explosões de banco na Paraíba e em Pernambuco

Ele é reconhecido como o dono de um dos maiores arsenais de armas de fogo já apreendidos na Paraíba

23/03/2017 17:28

Uma operação da Policia Civil, que envolveu equipes da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande e da 21ª Delegacia Seccional, com sede em Solânea, prendeu, na madrugada desta quinta-feira (23), Erivaldo Nascimento dos Santos, de 39 anos. Ele é reconhecido como o dono de um dos maiores arsenais de armas de fogo já apreendidos na Paraíba e possui uma empresa fictícia, uma distribuidora de gás de cozinha, que estava registrada em nome da mulher dele. Além disso, Erivaldo Nascimento é investigado por envolvimento em casos de explosão a terminais bancários, não só na Paraíba, mas também em estados vizinhos.
De acordo com o delegado Cristiano Santana, Erivaldo foi preso em um condomínio fechado, na cidade de Bananeiras. Durante a abordagem, tentou fugir. No momento da ação, o suspeito portava uma identidade falsa. Erivaldo Nascimento possui mandados de prisão em aberto na Paraíba e em Pernambuco. No mês de novembro de 2016, foram apreendidos seis fuzis e diversos materiais utilizados em explosões bancárias dentro de um carro importado que estava em nome do suspeito. A prisão ocorreu após uma denúncia anônima que informava que Erivaldo Nascimento estaria escondido em Bananeiras e que utilizava um carro popular para deslocamento. Além de ser chefe do esquema criminoso, o suspeito participava das explosões de caixas eletrônicos.
Segundo a autoridade policial, não há dúvida de que, com a prisão do empresário, tenha havido um enfraquecimento do grupo criminoso que provavelmente planejava novos ataques a bancos na Paraíba. Foi uma investigação longa, porém, após ouvir dezenas de pessoas, a Polícia identificou e prendeu o responsável, apontado como um dos líderes da organização.
O preso foi apresentado à imprensa, durante coletiva na tarde desta quinta-feira (23), realizada na Central de Polícia de Campina Grande. Erivaldo foi levado para participar de audiência de custódia, de onde poderá, de acordo com procedimentos judiciais, ser encaminhado para um dos presídios de Campina Grande.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS