PBNEWS


Justiça

Acusados da morte de Vivianny Crisley vão a júri popular em Santa Rita

O trio é acusado de homicídio, ocultação de cadáver e sequestro.

28/02/2018 14:34

A juíza Lilian Cananéa, da Vara Criminal de Santa Rita, vai presidir hoje a
sessão de julgamento dos três acusados do assassinato da vendedora
Vivianny Crisley. A sessão terá início às 13 horas e todo esquema de
segurança já foi providenciado, inclusive com reforço da Polícia Militar.
“Está tudo organizado’, disse a magistrada. O Ministério Público terá como
representante o promotor Onésimo César.
Os três acusados pelo homicídio são Allex Aurélio Tomas dos Santos,
Fagner das Chagas Silva e Jobson Barbosa da Silva que estão presos, desde
novembro de 2016 no Complexo Prisional Romeu Gonçalves de Abrantes –
PB-1, em João Pessoa. O trio é acusado de homicídio, ocultação de
cadáver e sequestro.
Familiares da vendedora pretendem fazer um manifesto na frente do
Fórum de Santa com o objetivo de pedir justiça. A campanha de
mobilização, idealizada por Wellintânia Freitas, prima de Vivianny foi
lançada nas redes sociais sobre o fato e pedindo justiça.
Vivianny Crisley desapareceu na madrugada do 20 de outubro de 2016,
após passar a noite anterior com os rapazes no Bebericos Bar, no Bairro
dos Bancários, em João Pessoa. no dia 7 de novembro o corpo de uma
mulher foi achado carbonizado, em uma mata em Bayeux, na Região
Metropolitana de João Pessoa. Cerca de uma semana depois, após exames
de entomologia no Instituto de Polícia Científica foi possível a
identificação oficial que o corpo era da vendedora.
Nas investigações, a polícia conseguiu prender dois suspeitos no Rio de
Janeiro e outro em João Pessoa. todos foram apresentados na Central de
Polícia, confessaram o crime e detalharam como praticam o assassinato
com requintes de torturas e alegaram que a jovem vendedora gritava
muito após pegar uma carona com os três homens após deixarem o bar.
Relembre o caso
Durante entrevista quando da apresentação do trio na Central de Polícia,
no dia 25 de novembro de 2016, a polícia revelou que Vivianny Crisley
teria passado a noite do dia 19 de outubro daquele ano no Bebericos Bar

com uma amiga, em uma mesa, enquanto que os três suspeitos bebiam
em outra mesa.
A festa já Havaí acabado, então a amiga da vendedora teria chamado ela
para irem embora, no entanto jovem resolveu ficar. Imagens flagraram
quando, pouco tempo depois ea saiu com os três suspeitos, Allex, Juninho
e Bebê e não mais foram vistos.
Um dos homens, o Allex, contou que após deixarem o bar, foram para
Santa Rita. A polícia

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS