PBNEWS


Gente & TV

Depois levantar o público no Lollapalooza e ser confirmada no Rock In Rio, Baiana System se apresenta no Campus Festival

Show acontece no dia 29 de abril, junto com Humberto Gessinger, Maneva e Seu Pereira e Coletivo 401

05/04/2017 14:53

Uma das bandas mais comentadas da atualidade, a Baiana System será uma das atrações do Campus Festival 2017, o maior festival universitário do Norte/Nordeste do Brasil. No mesmo dia, 29 de abril, sobem ao palco Maneva, Humberto Gessinger e Seu Pereira e Coletivo 401.

BaianaSystem

BaianaSystem: o sistema baiano contemporâneo que traz à tona as ideias acima, com a certeza de que o futuro é agora. Donos de uma sonoridade universal e solar, o grupo criado em Salvador firmou-se como um dos principais nomes de um movimento independente que busca ressignificar a música urbana produzida na Bahia.

Modernizar o passado amplificando as tradições populares é a missão que o BaianaSystem vem cumprindo muito bem desde o seu nascimento, em 2009. A mistura original da guitarra baiana de Roberto Barreto se juntou com a retórica provocativa de Russo Passapusso. Na condução destas duas vozes, estão as linhas de baixo de SekoBass e a base percussiva (eletrônica ou orgânica) característica de ritmos afro-latinos como frevo, samba-reggae, pagode, groove arrastado, ijexá, kuduro, reggae, dub, entre outros.

Por se tratar de um sistema de som, a configuração do grupo pode variar de acordo com a apresentação. O BaianaSystem vem contando com a colaboração de diversos músicos, produtores e artistas. Entre os colaboradores mais frequentes que ajudam a formatar essa sonoridade tão ímpar, estão os DJs e produtores João Meirelles e Mahal Pitta, e os percussionistas Ícaro Sá e JapaSystem.

Complementando o som, está a estética do grupo. Tanto que Filipe Cartaxo é o integrante responsável pela arte gráfica. A comunicação da imagem do BaianaSystem se faz em módulos móveis de grafismos, organizados como uma linguagem de sistemas. A máscara aparece aí, como personificação de um “ser”, um elo com o público, fazendo com que o mesmo vire parte integrante desse “sistema”.

O primeiro álbum, intitulado BaianaSystem, saiu pelo selo Garimpo no começo de 2010. O disco traz muitas participações especiais como BNegão, Lucas Santtana, Roberto Mendes e Gerônimo, e as composições são basicamente de Roberto Barreto e Russo Passapusso. Em 2013 veio o EP Pirata, que traz o hit “Terapia”.

Durante esses anos todos, o BaianaSystem já se apresentou no New Orleans Jazz Festival (EUA), no Global Fest e Brasil Summer Fest, ambos em Nova York, (EUA), no festival Fujirock (Japão), além de passagens pela Rússia, Dinamarca, China e França. No Brasil, participou de festivais como o Brasil Rural Contemporâneo (Brasília); o Rec-Beat (Recife), Conexão Vivo (Belo Horizonte), fez três apresentações na Virada Cultural em São Paulo, além de passagens por Rio de Janeiro, Belo Horizonte e principalmente Salvador, incluindo o carnaval de rua, onde nos últimos anos tem sido um dos destaques da festa.

Em 2016, o BaianaSystem lança seu segundo álbum, Duas Cidades, produzido por Daniel Ganjaman – que já assinou discos de artistas como Criolo, Sabotage e Instituto. Este disco – recheado de participações de instrumentistas de peso – conta com a faixa “Playsom”, que faz parte da trilha sonora do game “Fifa 2016, da Eletronic Arts.

O disco ganhou reconhecimento nacional de público e crítica e, com ele, o BaianaSystem circulou massivamente de Norte a Sul do Brasil. Passou pelos principais festivais do país, ganhou 2 prêmios Multishow (hit do ano e disco do ano), foi considerado o melhor show do ano pelo prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Artes).

No final de 2016, o grupo lançou o single instrumental “Forasteiro” em uma ação da Red Bull internacional: a 20Before, que lista os artistas de todo o mundo que mais vibraram durante o ano.

O sistema audiovisual e universal representado pela máscara segue se manifestando no palco ou nas ruas, em casas de show, trios elétricos ou carros de som ambulantes, disseminando a música do Brasil ao Japão, sem fronteiras.

Shows Campus Festival 2017:
Humberto Gessinger, Maneva, Baiana System e Seu Pereira e Coletivo 401
Data: 29/04/2017 Horário: 17h (abertura dos portões)
R$40 pista, R$70 frontstage e R$120 camarote lounge até dia 5 de abril.

Para mais informações: www.campusfestival.com.br Insta: @campusfestival
Ponto de venda: Bilheteria do Espaço Cultural e www.facebook.com/campusfestivalbrasil ou www.sympla.com.br .

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS