PBNEWS


Esportes

Com gols de Guerrero e Rodinei, Flamengo vence o Fluminense e fatura o Carioca

Depois de 22 anos, o Rubro-Negro e o Tricolor voltaram a fazer uma partida decisiva de Campeonato Carioca e a equipe da Gávea acabou levando a melhor num Maracanã lotado

08/05/2017 10:37

Rio – O Flamengo é campeão carioca. Pela 34ª vez, o Rubro-Negro conquistou o título do Estadual. No Maracanã, a equipe da Gávea voltou a vencer o Tricolor das Laranjeiras, desta vez, por 2 a 1, se se sagrou campeão de forma invicta.

Depois de 22 anos, Flamengo e Fluminense voltaram a fazer uma partida que valia o título do Carioca. Na última vez, o Tricolor das Laranjeiras havia vencido, desta vez, o Rubro-Negro levou a melhor.

Os gols da partida foram marcados por Henrique Dourado para o Fluminense. Pelo lado rubro-negro, Guerrero e Rodinei fizeram os gols da vitória da equipe da Gávea.

O JOGO

O primeiro tempo entre Flamengo e Fluminense foi bastante tenso. O Tricolor começou mais ligado e conseguiu marcar com Henrique Dourado em um lance de ‘abafa’ no começo da partida. Novamente acuado, a equipe das Laranjeiras permitiu uma superioridade do Rubro-Negro que teve mais a posse da bola. Porém, a equipe da Gávea desmonstrava um nervosismo e não conseguia criar boas oportunidades. O Fluminense ainda quase conseguiu ampliar em lances de bola parada em em contra-ataques.

O Fluminense começou a partida muito ligado, imprensando o Flamengo no campo de defesa. Em um lance de bola parada, o Tricolor conseguiu marcar. Sornoza cobrou escanteio, Renato Chaves desviou e Henrique Dourado apareceu para cabecear a bola para o fundo das redes.

Passado o primeiro gol, o Tricolor recuou e o Flamengo teve o domínio das jogadas. Porém, o time de Zé Ricardo mostrava muito nervosismo. A única chance do Rubro-Negro aconteceu em bela jogada de Renê, que cruzou, a bola passou pela zaga do Fluminense e Everton obrigou Diego Cavalieri a fazer bela defesa.

Apesar da maior posse do Flamengo, o Fluminense teve algumas chances de ampliar. Na melhor delas, pouco segundos antes do intervalo, Henrique Dourado puxou contra-ataque e cruzou para Wellington, o atacante tricolor recebeu dentro da área, mas chutou em cima da defesa rubro-negra.

O Tricolor voltou melhor para a segunda etapa, o Flamengo buscando o empate ficou mais desorganizado e a equipe das Laranjeiras passou a criar boas chances. Renato Chaves e Sornoza tiveram boas chances de fazer gols para o Tricolor.

Zé Ricardo colocou Rodinei na vaga de Gabriel tentando repetir a boa mudança da partida da Libertadores. Porém, quem brilhou foi Guerrero. Aos 39 minutos, quando a partida já parecia que iria para os pênaltis, o atacante apareceu dentro da área para marcar.

Porém, ainda havia tempo para mais um. O Fluminense foi desesperadamente para o ataque e acabou ficando com um a menos. Rodinei foi lançado livre, tentou passar por Cavalieri, que acabou fazendo falta fora da área e levando cartão vermelho. Como o Tricolor já tinha feito as três substituições, a equipe das Laranjeiras teve que colocar Orejuela no gol. Nos acréscimos, em um contra-ataque, Rodinei ainda fez o segundo e deu a vitória e o título ao Flamengo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 1 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)
Assistentes: Luiz Claudio Regazzone e Michael Correia (RJ)
Cartões amarelos: Pará, Márcio Araújo (FLA); Henrique Dourado, Wellington Silva, Lucas, Léo (FLU)
Cartão vermelho: Diego Cavalieri, 47’/2ºT (FLU)
Renda/Público: R$ 3.242.130,00 / 58.399 pagantes
Gols: Henrique Dourado, 3’/1ºT (0-1); Guerrero, 40’/2ºT (1-1); Rodinei, 50’/2ºT (2-1)

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão, Trauco (Rodinei, 16’/2ºT), Everton (Juan, 43’/2ºT) e Berrío (Gabriel, 11’/2ºT); Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Fluminense: Diego Cavalieri, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel (Marcos Júnior, 42’/2ºT) e Sornoza; Richarlison (Pedro, 41’/2ºT), Wellington Silva (Maranhão, 17’/2ºT) e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.

Fonte : O DIA

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS