PBNEWS


Economia

Preços se mantêm praticamente estáveis em setembro, aponta Fecomércio

A Fecomércio apontou que os preços da região metropolitana de João Pessoa se mantiveram estáveis no mês de setembro.

19/10/2017 17:06

O Índice de Preços ao Consumidor, que acompanha o comportamento de preços dos bens e serviços oferecidos na Região Metropolitana de João Pessoa (RMJP), se manteve praticamente estável no mês de setembro de 2017, registrando uma leve inflação de 0,04%. Os dados são do Instituto Fecomércio de Pesquisas Econômicas e Sociais da Paraíba. Com este resultado, a inflação acumulada no ano ficou em 1,60% enquanto que, nos últimos 12 meses, a taxa acumulativa atingiu o patamar de 2,74%.
De acordo com a pesquisa, dos sete grupos que compõem o IPC, os gastos com Transporte (0,59%) e Despesas Pessoais (0,20%) foram os grupos que registraram as maiores altas. O aumento no Transporte foi reflexo das majorações verificadas nos preços dos combustíveis, com destaque para a gasolina que ficou, em média, 1,10% mais cara, resultado do reajuste de preços nas refinarias. A alta registrada pelo grupo de Despesas Pessoais foi em decorrência dos serviços prestados pelas lavanderias (5,79%) e relojoeiros (3,70%).
Por outro lado, os grupos de Vestuário (-0,37%) e Alimentação (-0,33%) foram os que mais tiveram queda nos preços em setembro. A diminuição dos alimentos foi influenciada, principalmente, pelos produtos adquiridos para o consumo doméstico, ficando 0,35% mais baratos, com destaque para a redução de preços para legumes e verduras (-3,37%). Neste item, tomate e cebola foram os que apresentaram os maiores recuos, com quedas de 12,48% e 9,23%, respectivamente. Houve também uma redução na refeição fora da residência, que ficou 0,25% mais barata na comparação com o mês anterior.

Metodologia
Para calcular o IPC, são analisados 10.500 preços de 1.040 produtos e serviços, coletados em 380 estabelecimentos na RMJP. O indicador tenta refletir o custo de vida das famílias com rendimentos de até 15 salários mínimos mensais. Os produtos e serviços que integram o IPC possuem os seus respectivos pesos de acordo com cada grupo.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS