PBNEWS


Colunas

Lição de humildade e Política com P maiúsculo

25/09/2019 14:48

Acredito que muita gente conhece o significa da expressão “roubar a cena”. E, hoje, quem
roubou a cena foi a humildade e a grandeza política do governador João Azevedo, ao abrir mão
de um projeto pessoal em nome do sonho de desenvolvimento de um estado, no caso a
Paraíba. Falo de uma declaração feita pelo chefe do poder executivo estadual, nesta segunda-
feira (23), no auditório da PBTur, por ocasião do anúncio de obras para a Capital e, também,
do lançamento da denominada campanha “Ação Praia Limpa”.
O governador, é claro, falou acerca da obra em destaque, da ação motivo da solenidade. Mas,
Azevedo foi além e algo chamou a atenção de algumas pessoas presentes ao evento, ao menos
dos mais atentos ao discurso feito pelo chefe do Poder Executivo estadual, na ocasião.
Ao fazer uma explanação das obras que estão sendo tocadas pelo governo e, mais do que isso,
das ações que estão por vir, o governador João Azevedo declarou, em ato e bom tom, que
está, pessoalmente, empenhado em convencer o governo federal de que a construção do
Estaleiro de Reparos de Navios, em Lucena, não deve ser uma ação, apenas, do governo da
Paraíba, mas sim um projeto nacional.
É abrir mão do singular para valorizar o plural – que grandeza!
A propósito, o governador vem constantemente dando lição de política – e política com P
maiúsculo. E olha que, até pouco tempo, a política parecia um campo distante da pessoa de
João Azevedo. Afinal, Azevedo era tido como um exímio técnico, um proeminente professor.
Mas, em matéria de política, tem se revelado um mestre – um professor doutor.
Prova da capacitada política do governador são reveladas a cada entrevista que concede,
ocasiões em que sempre surpreende com respostas sábias. Ainda no evento da PBTur, após
responder perguntas sobre o acontecimento do dia, não tardou ser indagado sobre a cena
política atual paraibana, com destaque para o imbróglio no PSB – é claro.
Mais uma vez, Azevedo surpreendeu ao afirmar que, no momento, o governador está mais
preocupado com o trabalho – que segue, por sinal. Quanto as questões políticas, admitiu que o
PSB tem problemas, mas que estes devem ser resolvidos no âmbito do partido. E, sobre sua
saída ou não da legenda, afirmou que ainda não é o momento de discutir o seu destino
partidário. E, o que é importante, tem tempo pra isso. Afinal, na política tem uma máxima que
diz: quem tem prazo não tem pressa.
Com uma ação firme aqui, com declarações pertinentes ali, e com um comportamento
retilíneo e uniforme, fiel a um projeto coletivo, com vista ao desenvolvimento do Estado, é
possível enxergar que o governador João Azevedo já deu o tom, a marca, a fisionomia e a
impressão digital da sua forma de gerir o Estado.

Valter Nogueira

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS