PBNEWS


Colunas

Ortopedista explica como é possível diagnosticar a osteoporose e apresenta meios para combater a doença

20/10/2018 09:47

Fragilidade óssea provocando fraturas não é comum em determinados ossos após pequenas quedas, é um dos sintomas para identificação da osteoporose. A doença provoca alterações na arquitetura óssea do indivíduo e se caracteriza pela redução qualitativa da matriz óssea. Neste sábado (20), data em que se comemora o Dia Mundial da Osteoporose, o ortopedista e coordenador de ortopedia do Hospital Geral do Hapvida, Luciano Lira, aproveita para apresentar alguns esclarecimentos acerca da doença, que ocorre tanto em homens quanto mulheres, mas que é mais frequente na figura feminina.

Segundo o especialista, a identificação da doença é possível de ser realizada com acompanhamento anual do paciente de risco através do exame de densitometria óssea associados à alguns marcadores laboratoriais. “Esses fatores podem estar alterados em pacientes com osteoporose, tipo as vitaminas D, K e cálcio. A nutrição inadequada, falta de exercícios físicos e o uso de hormonioterapia sem critério, estão entre os fatores que provocam o risco da doença, .

O médico explica que, antes de tudo, a doença pode ser classificada da seguinte forma: tipo 1 e tipo 2. “A osteoporose tipo 1 se dá quando ocorre pós menopausa, a perda óssea que acomete o osso trabecular, como por exemplo, a coluna vertebral. Já o tipo 2 é quando há senilidade relacionada ao processo de envelhecimento e perda óssea cortical em osso longo, como o fêmur”.

Luciano Lira explica que não há um tratamento em definitivo para o caso de pacientes diagnosticados com a doença. “Atualmente indicamos algumas mudanças de hábitos em pacientes conforme sua classificação da osteoporose tipo 1 ou tipo 2, associados a medicamentos que diminuam a reabsorção do cálcio no osso”. Ainda não temos um tratamento considerado “padrão ouro”, mas com a ajuda do profissional o paciente poderá ter uma vida sem restrições, podendo exercer suas atividades laborais”, afirma o especialista.

Combatendo a Osteoporose – Um dos fatores muito importantes para reduzir a possibilidade de ocorrência da osteoporose está relacionada ao estilo de vida saudável. O fator nutricional é um grande aliado para prevenção da doença, porém, existem outros fatores. “A atividade física serve como tratamento e prevenção para osteoporose. Entre as atividades que podemos destacar estão a caminhada, pilates, ioga, hidroginástica e tantas outras que podem combater a doença”, afirma Luciano Lira.

Assessoria de Imprensa
Múltipla Comunicação

Nailson Júnior

Nailson Jr é radialista formado pelo Cefet-PB e também é presidente do portal www.pbnews.com.br com grande experiência profissional na área de jornalismo e comunicação. Nailson Jr é evangélico e um homem de cristo.
Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS