PBNEWS


Colunas

Entrar no Silêncio do Espírito

08/10/2018 09:15

Minhas Irmãs e meus Amigos, minhas Amigas e meus Irmãos, façamos nosso Minuto de
Silêncio. Já expliquei, muitas vezes, que o silêncio a que me refiro não é apenas o material, trata-se do
espiritual, aquele que você consegue em meio à maior balbúrdia. Se este é o seu caso, já controla seus
nervos do corpo e da alma. Esclareci, à saciedade, àqueles que falam ou escrevem para mim: “Irmão
Paiva, faço um grande esforço para entrar no silêncio, mas meus vizinhos são uma barulheira
tremenda; as minhas crianças também… Parece uma creche a minha casa: correm pra cá, pra lá”.
E eu respondo: deixem a meninada correr! Criança parada, em geral, encontra-se enferma.
Dificilmente está bem de saúde. Ela tem de expressar a sua energia, precisa mover-se. Não se deve
“algemar” a criançada.
“Ah, mas há uma barulhenta obra aqui do lado. Um horror!”
Não adianta vir com justificativa. É necessário aprender a entrar no Silêncio. Contudo, no que
vem do Espírito.
Já dei o exemplo de quem viaja de ônibus, ou de metrô, ou mesmo de avião, mas que consegue
concentrar-se no Silêncio da Alma.
Passa a simpática aeromoça: “O que o senhor deseja beber? O que gostaria de comer?”
Alguém grita no abarrotado trem suburbano: “Tira a mão do meu bolso!”
Coisas desse tipo ocorrem e, no entanto, quantas pessoas às vezes estão absortas nos seus
pensares, indiferentes à balbúrdia circundante. Esperamos que sejam bons pensamentos…
Alguns, em volta, até gritam: “Eh, o camarada ali está desligado!”
Mas o que acontece é que, como nunca estamos espiritualmente sozinhos, ele pode estar
dialogando com o seu Anjo Guardião, ou então com um obsessor. Aí é ruim! Por isso, temos de
permanecer na faixa de Deus, o Grande Decifrador de todos os mistérios (Apocalipse de Jesus, 10:7) e
Apaziguador de nossos conflitos interiores (Evangelho do Cristo, segundo João, 4:27).
Como diz o nosso Amigo Espiritual Flexa Dourada: “Os problemas estão na Terra, a solução,
no Alto”. Em Deus, naturalmente!
Entremos, portanto, em sintonia permanente com aqueles que se encontram na Espiritualidade
Superior: o Reino de Deus, do Cristo e do Espírito Santo ou Espírito da Verdade ou Paráclito, que vem
descendo até nós, na descrição confortadora da Nova Jerusalém (Apocalipse, 21:2 e 10):
“2 Eu, João, vi também a Cidade Santa, a Nova Jerusalém, que da parte de Deus descia do céu,
vestida como noiva adornada para o seu esposo.
“10 E ele me transportou, em Espírito, a uma grande e elevada montanha, e me mostrou a
Cidade Santa, Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus”.
A qualquer zoada que haja à nossa volta, pretendendo prejudicar nosso intercâmbio com o
Mundo Espiritual Elevado, lembremo-nos sempre deste pensamento do dr. Osmar Carvalho e
Silva (1912-1975), grande Legionário da Boa Vontade. E o nosso Chico Periotto, médium da Boa
Vontade de Deus, recebeu esta assertiva do saudoso Osmar em Figueira da Foz, Portugal, no dia 6 de
junho de 1992: “O nosso trabalho depende da dedicação de vocês, mas o sucesso de vocês depende do
nosso apoio”.
Isso vem ao encontro de importante fundamento doutrinário da Religião de Deus, do Cristo e do
Espírito Santo: “O segredo do governo dos povos é unir a humanidade da Terra à Humanidade do
Céu”, o que historicamente sucederá com a chegada espiritual da Nova Jerusalém (Apocalipse,
capítulo 21).
Apesar do alarido, a despeito da algazarra, da confusão do mundo, entremos no Silêncio, isto é,
na Sintonia de Deus. E como a nossa vida vai melhorar! Porque o ensinamento é do Cristo: “Vigiai e
orai, para que não entreis em tentação” (Evangelho, segundo Marcos, 14:38, e Mateus, 26:41).
José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor.
paivanetto@lbv.org.br — www.boavontade.com

Paiva Netto

José de Paiva Netto, escritor, jornalista, radialista, compositor e poeta, nasceu em 2 de março de 1941, no Rio de Janeiro/RJ, Brasil. É Diretor-Presidente da Legião da Boa Vontade (LBV), membro efetivo da Associa-ção Brasileira de Imprensa (ABI), da Associação Brasileira de Imprensa Internacional (ABI-Inter), da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), da International Federation of Journalists (IFJ), da Academia de Letras do Brasil Central, do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, do Sindicato dos Escritores do Rio de Janeiro, do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro e da União Brasileira de Compositores (UBC).
Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS