PBNEWS


Colunas

Morrer na praia

29/08/2018 23:09

Nadou, nadou e morreu na praia! A expressão popular significa desistir de algo (ou
perder) que se lutou muito para obter, que estava muito próximo de ser alcançado. No
campo do futebol, é o mesmo que dizer que tal clube venceu todas, menos a final. É essa
expressão que vem à tona, que aflora na cabeça do torcedor do Botafogo da Paraíba,
neste domingo (26), após encerrar sua participação no Campeonato Brasileiro da Série C.
Na verdade, o time paraibano foi à cidade de Ribeirão Preto precisando apenas de um
empate para conquistar o tão sonhada acesso à Série B do Campeonato Brasileiro em
2019. Fez, sua parte em casa, venceu a primeira partida, no Almeidão, por um placar de 1
x 0 contra o seu xará paulista. No segundo jogo, ocorrido em terras paulistas, o Belo até
que foi guerreiro, segurou o empate no tempo normal, mas nos acréscimos, veio o gol aos
47' do segundo tempo, o que levou a partida para os pênaltis. Resultado: Botafogo da
Paraíba desperdiçou duas cobranças, dando a vitória ao time paulista.
De acordo com os conistas esportivos que cobriam a partida, o Botafogo-PB não se
intimidou e mostrou raça para conseguir o acesso, mesmo jogando na casa do adversário
ante a presença massiva do torcedor do Botafogo-SP. O jogo foi equilibrado e time
paulista, que tinha a obrigação da vitória, teve dificuldade para furar a defesa paraibana.
Da metade para o final do 1º tempo, o Belo perdia em posse de bola, mas conseguia
reprimir o ataque do rival.
O primeiro tempo terminou sem alteração no placar, resultado bom para o time paraibano.
Na segunda etapa, o Botafogo-SP veio pro tudo ou nada, como era de se esperar, já que
só a vitória interessa a este. O Belo resistiu, se manteve firme fazendo uso dos contra-
ataques. Todavia, aos 47 muitos, o jogador Salino pegou o rebote da defesa e acionou
Caio Dantas na entrada da área, que chutou no ângulo, abrindo o placar. Mais do que
isso, levou a partida para os pênaltis.
Juninho e Marcos Aurélio desperdiçaram suas cobranças. Gedeílson, Leandro Kível e
Daniel converteram para o Belo. O goleiro Saulo, do Botinha, ainda chegou a defender a
cobrança do Everton Santos. Porém, como diz no futebol, quem não faz leva. Isto é, o
Botafogo-SP venceu a partida por 4 a 3 e conquistou a vaga na Série B no próximo ano.
Fica o recado do técnico Evaristo Piza, que, após o jogo, ao conceder entrevista,
vaticinou: “Pênaltis é loteria, mas é também competência”.
Resumo da ópera: o Belo morreu na praia.

Câmara Municipal – A agenda desta semana da Câmara Municipal de João Pessoa
(CMJP) está bastante movimentada, com previsão de realização de uma sessão especial
e três sessões solenes. Na terça-feira (28), no Plenário Humberto Lucena, acontecerá
uma sessão especial para comemorar “O Dia do Bancário e discutir as Lutas da Categoria
Por Direitos”. A iniciativa é da Comissão de Políticas Públicas (CPP) e as discussões
terão início a partir das 15h.
Na quarta-feira (29), está programada uma sessão solene no Plenário Humberto Lucena,
a partir das 15h, de autoria do vereador João Almeida (Solidariedade), que vai conceder a
Medalha Cidade de João Pessoa ao Grão-Mestre Adjunto do Grande Oriente do Brasil –
PB, Manoel Wellington de Assis.

Já na quinta-feira (30), no mesmo horário, proposta pelo vereador Carlão (PSDC), será
realizada outra sessão solene, desta vez para agraciar, com a Medalha Cidade de João
Pessoa, o doutor em Direito, professor e membro da Associação Norte e Nordeste de
Professores de Processo e Procurador do Estado de Pernambuco (ANNPPPPE),
Leonardo José Ribeiro Coutinho Berardo Carneiro da Cunha.
A agenda de solenidades da CMJP também traz uma outra sessão solene, desta vez para
a entrega de Título de Cidadão Pessoense ao padre Marcondes Menezes. O evento vai
acontecer, a partir das 19h, na Paróquia Menino Jesus de Praga. A propositura foi
apresenta em 2014 pelo então vereador Djanilson da Fonseca, mas será entregue, na
ocasião, pelo vereador Eduardo Carneiro (PRTB).

Valter Nogueira

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS