PBNEWS


Colunas

Futebol, cultura e arte

20/06/2018 15:22

Embora o esporte tenha nascido na Inglaterra, o Brasil é, sem dúvidas, o país do futebol.
Basta olhar as cidades, as ruas e as casas em tempo de Copa do Mundo. Tudo verde e
amarelo, sem equecer o azul e branco. Que paixão é essa? As palavas do sociólogo
Gilberto Freyre, no prefácio do livro “O Negro no Futebol Brasileiro”, traduz bem a
importância desse esporte para os brasileiros e para o País: “O futebol teria numa
sociedade como a brasileira, em grande parte formada de elementos primitivos em sua
cultura, uma importância toda especial. E era natural que tomasse aqui o caráter
particularmente brasileiro que tomou. O desenvolvimento do futebol, não num esporte
igual aos outros, mas numa verdadeira instituição brasileira, tornou possível a sublimação
de vários daqueles elementos irracionais de nossa formação social e de cultura”.
A importância do futebol para a história do Brasil foi descrita com maestria pelo sociólogo
pernambucano, em 1947. Relacionou a transformação da sociedade desde o início da
República, tornando-se cada vez mais urbana, com a incorporação do futebol como
paixão nacional a partir de 1895. De acordo com o Freyre, o futebol, trazido da Inglaterra
pelas elites, se arraigou na população que tomava as cidades e tornou-se um elo em
comum para as massas, ao tempo que ajudou a quebrar barreiras sociais e raciais, nos
campos e nas arquibancadas.
Ante a dimensão que tomou no País, o futebol está presente na literatura, no cinema, na
música e nas artes plásticas. Garrincha – o Mané – é, de longe, a figura, o ícone do
futebol enquanto cultura. É, ainda, o jogador preferido dos artistas brasileiros. A arte de
Garrincha deram mote à música, na literatura, tornou-se metáfora; anjo das pernas tornas,
cujos dribles encantavam e desafiavam a lógica. O craque se tornou filme, poesia,
quadro, canção. Diante de tanta poesia, é impossível não ver cultura no futebol.
Câmara Municipal – Os impactos das obras de duplicação da BR-230 na Comunidade São
Rafael foi tema de discussão na Câmara Municipal de João Pessoa, na tarde desta terça-
feira (19). A audiência pública, proposta pelo vereador Marcos Henriques (PT), aconteceu
no Plenário Fernando Paulo Carrilho Milanez, no anexo da Casa e contou com a
participação dos moradores da localidade e autoridades ligadas à questão.
Os moradores da comunidade que falaram da tribuna destacaram como prioridade a
construção de uma passarela em local que seja de maior praticidade e com ligação direta
com o bairro Castelo Branco; a garantia de que nenhuma residência seja realocada; além
de conhecer a planta do projeto na íntegra para evitar futuras surpresas desagradáveis.

Valter Nogueira

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS