PBNEWS


Colunas

Barreira do Cabo Branco

28/03/2017 16:36

A cidade de João Pessoa, assim como qualquer outra da região Nordeste, não pode se dar ao luxo

de perder recursos federais por falta de projeto ou, pasmem, por perda de prazo. É o que pode

acontecer com a prefeitura da Capital, que conta com valores da ordem de R$ 6 milhões, do

Ministério do Turismo, para recuperar a Barreira do Cabo Branco, mas corre o risco de ver o

dinheiro se perder nas águas do mar, caso não utilize o montante até esta quinta-feira, dia 30 de

março do ano em curso.

O dinheiro foi obtido através de emenda parlamentar da lavra do deputado federal Wilson Filho,

que fez apelo à Câmara Municipal da Capital para tentar prorrogar o prazo, junto ao Ministério do

Turismo.

Trocando em miúdo, o valor seria destinado para obras de contenção do processo de erosão da

falésia do Cabo Branco. Porém, por percalços ou incompetência, o projeto não saiu do papel e a

Prefeitura não deu início à obra.

Câmara – A propósito da Barreira do Cabo Branco, o presidente da Câmara Municipal de João

Pessoa (CMJP), vereador Marcos Vinícius (PSDB), recebeu na segunda-feira (27) o deputado

federal Wilson Filho (PTB). A visita teve o objetivo de conseguir apoio do Legislativo Municipal

para atuar de forma conjunta na preservação da Barreira do Cabo Branco. “Não podemos deixar que

João Pessoa saia dos livros de geografia perdendo o posto de ponto mais oriental das Américas”,

declarou o deputado.

Educação – Ainda sobre a Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), o presidente Marcos

Vinícius recebeu o Coordenador do Núcleo de Práticas Jurídicas da Faculdade Maurício de Nassau,

Utanajar Rodrigues Pereira, na manhã desta segunda-feira (27), para discutir a possibilidade de

alunos da instituição estagiarem no Legislativo Pessoense.

Solidariedade – As famílias do Vale do Piancó que vem sofrendo os efeitos da seca no sertão

paraibano receberam mais de 500 cestas básicas, arrecadadas por meio da Campanha ‘Tribunal

Solidário’, deflagrada no dia 14 de fevereiro. A entrega dos alimentos foi feita nessa terça-feira

(21), na Paróquia da cidade de Pedra Branca (5 mil habitantes) e numa comunidade rural próxima,

chamada Sítio Cravado Vermelho. A campanha Tribunal Solidário ocorreu em adesão a uma ação

humanitária do padre Djacy Brasileiro, que atua no Vale do Piancó.

Valter Nogueira

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS