PBNEWS


Colunas

Cotas e verbas!

06/05/2015 11:57

Virou tema recorrente denúncias acerca do mau uso – ou irregularidades – das verbas e

cotas pagas pelo Congresso Nacional (Senado e Câmara Federal) aos congressistas.

Caixa preta! É o que se configura as tantas verbas e cotas pagas aos senadores e

deputados federais. Isto é, tem verba de gabinete, verba indenizatória, Cota para o

Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), etc.

A bem da verdade, é recomendável que esse tipo de coisa se acabe no Congresso,

como forma de imprimir o tom da ética e da moral nas casas legislativa e, por

conseguinte, na política brasileira. É preciso tansparência!

Cabe ao  Congresso arcar tão somente com a moradia (residência ou auxílio moradia),

com o salário – é claro –   e com as diárias, quando do deslocamento de um deputado ou

senador em missão oficial. É o que é justo, vez que os deputados e senadores, ao serem

eleitos, precisam se deslocar dos seus estados de origem para Brasília – Capital federal.

É basicamente o que ocorre com os pobres mortais servidores públicos: salário, auxilio

moradia (em casos específicos) e diárias para viagens de trabalho.

Agora, verba para isso, e pra aquilo outro, sinceramente, é um acinte!

O cidadão ou o leitor atento poder indagar: e como fica o gabinete dos parlamentares?

Fácil: após regulamentar o número de assessores – no caso de cargos comissionados –

caberá à Câmara e, também, ao Senado pagar os salários dos mesmos e  arcar com as

despesas referentes a material de expediente e telefone de cada gabinete, como forma de

garantir ao parlamentar as condições básicas para exercer o seu mandato.

A gasolina do veículo oficial, para ser usado em serviço, também fica por conta da órgão

Há quem diga que a mina de ouro está justamente nessas cotas e verbas indenizatórias.

O parlamentar diz que gastou tanto, apresenta as notas fiscais para comprovar a despesa

e, em seguida, é “ressarcido”. Assim é muito fácil e bom demais! Do jeito que vai, só falta

institucionalizar a cota cafezinho, a verba cigarro e a cota engraxate.

Não! O cidadão – contribuinte – não pode e não deve aceitar que o dinheiro que ele paga

ao governo, através de impostos, seja direcionado basicamente para fomentar o luxo de

Câmara Municipal – A Casa Napoleão Laureano realiza esta semana três audiências

públicas e uma sessão solene, no período de 4 a 9 de maio. Na pauta de eventos estão

um debate com a população do Bairro das Indústrias, a discussão sobre a geração de

emprego e renda na Capital, a abertura do XII Festival de Artes Visuais da Paraíba (Favi-

Na terça-feira (5), ocorreu uma audiência pública na Escola Estadual de Ensino

Fundamental Dom José Maria Pires, no Bairro das Indústrias. O objetivo foi ouvir os

moradores do bairro, discutir as dificuldades enfrentadas pelos moradores com

autoridades e apresentar sugestões para resolver os problemas existentes.

Valter Nogueira

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS