PBNEWS


Cidades

Dicas para evitar o stress na hora de comprar um imóvel.

A organização antes, durante e depois de comprar um imóvel é o fator essencial para que essa experiência tão importante seja bastante positiva. Realizar um dos passos mais aguardados na vida de quase todo brasileiro exige paciência, tranquilidade e planejamento.

11/11/2019 09:37


A organização antes, durante e depois de comprar um imóvel é o fator essencial para que essa
experiência tão importante seja bastante positiva.

Realizar um dos passos mais aguardados na vida de quase todo brasileiro exige
paciência, tranquilidade e planejamento. Uma boa forma de começar tudo é conversar de
maneira honesta com a sua família e amigos. Além disso, é necessária uma reflexão acerca
das suas reais possibilidades econômicas já que dar entrada em um financiamento, por
exemplo, é comprometer o orçamento familiar por muitos anos. Independente das suas
motivações, o importante inicialmente é se sentir seguro para fazer o investimento. Confira
abaixo mais algumas orientações!

  1. Defina o tipo de imóvel que você está procurando.

Morar em grandes centros urbanos é ter à disposição milhares de opções de todos os
gostos e tamanhos e procurar o que pode ser perfeito para você pode se tornar cansativo. O
tamanho adequado tem tudo a ver com o momento que você está vivendo. Leve em
consideração quantas pessoas irão habitar o imóvel para entender a quantidade de quartos
necessários para abrigar todo mundo com conforto. No fim das contas, decisões como a
escolha pelo bairro ideal até o tamanho em metros quadrados do imóvel ou o valor disponível
para eventuais reformas passam pelo tamanho do seu orçamento. Ele vai te ajudar a filtrar
suas opções.

  1. Analise o imóvel por dentro e por fora.
    Para evitar futuras dores de cabeça, é imprescindível que em suas visitas você seja
    capaz de examinar detalhes estruturais do espaço como o funcionamento da parte elétrica
    como tomadas, chuveiros, quadro de luz, fiação e interruptores além dos encanamentos da
    casa ou apartamento – aí vale a pena um olhar mais aproximado no desempenho de pias,
    torneiras, vasos sanitários e chuveiros. Com tudo isso em ordem, invista um tempinho para
    conhecer o condomínio e também dar uma volta pela vizinhança para entender suas opções de
    serviços e estabelecimentos. O ideal é visitar as redondezas do imóvel em diferentes períodos
    do dia para descobrir informações valiosas sobre a segurança e nível de ruído na rua em dias
    normais e aos fins de semana.
  2. Entenda os custos e reúna a documentação.
    Uma vez escolhido o imóvel dos sonhos, é preciso entender quanto de fato esse
    investimento irá custar ao seu bolso. Tenha em mente os custos do ITBI (Imposto de
    Transmissão de Bens Imobiliários), além de serviços diversos prestados pelo cartório além de
    eventuais despesas destinadas à reforma e reparos do apartamento. A mudança também tem
    seus custos – contrate uma empresa séria e com boas avaliações no mercado para embalar de
    forma apropriada seus móveis e objetos e entregá-los com cuidado e segurança no novo
    destino. Sobre os documentos, tenha calma e reserve um momento tranquilo para analisar os
    contratos de compra e venda do imóvel e reunir a lista exigida ao comprador onde precisam
    constar cópias do RG, CPF, certidão de estado civil, comprovantes de renda, endereço de
    correspondência, certidões negativas, entre outros.
    De qualquer forma, o mercado imobiliário mudou e a experiência de compra e venda
    de imóveis ficou muito mais dinâmica com a chegada das ibuyers no Brasil. Elas são
    empresas que facilitam todas as etapas da negociação, diminuindo o tempo entre o anúncio e a
    venda que da forma convencional costuma levar até um ano e meio para a conclusão do
    negócio. Quando chegar a hora de investir ou até mesmo colocar seu imóvel no mercado, não
    deixe de pesquisar e analisar essa opção!

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS