PBNEWS


Cidades

Parlamentar conclama população a participar da 13ª Ocupação do Rio Gramame

O ato está programado para acontecer na manhã desta sexta-feira (17), na Ponte dos Arcos, divisa entre João Pessoa e o município do Conde

16/05/2019 15:31

Da tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária desta quinta-feira (16), o vereador Tibério Limeira (PSB) conclamou a população a participar da 13ª Ocupação do Rio Gramame. O ato está programado para acontecer na manhã desta sexta-feira (17), na Ponte dos Arcos, divisa entre João Pessoa e o município do Conde. O parlamentar ainda exaltou o trabalho da Escola Viva Olho do Tempo, uma associação sem fins lucrativos, que desde 2004 desenvolve ações com os moradores de oito comunidades da região do Vale do Gramame.

Com o tema ‘Rio Gramame é luxo, não é lixo’, a 13ª Ocupação do Rio Gramame tem o objetivo de alertar sobre a poluição de um dos principais mananciais da Região Metropolitana de João Pessoa. O evento é organizado pela Escola Viva Olho do Tempo, que promove ações educativas socioambientais na região do Vale do Gramame.

“Uma das pautas tratadas por meu mandato é o respeito e a luta pela preservação do rio Gramame, divisa de João Pessoa e a cidade do Conde, uma bacia que abastece João Pessoa, através da barragem Gramame-Mumbaba. Amanhã estarei na 13ª Ocupação do Rio Gramame. Conclamo todos vocês a participarem desse ato de salvação do rio”, ensejou o vereador.

O parlamentar explicou que o ato vai contar com a participação dos estudantes da região, que vão seguir colhendo lixo e dejetos, a partir das 8h, até chegar na Ponte dos Arcos, onde acontece o evento de ocupação, de fato.

O trabalho da Escola Viva Olho do Tempo foi destacado pelo parlamentar, que fez questão de exaltar a ação realizada com cerca de 120 crianças e adolescentes em condição de vulnerabilidade social. Segundo ele, o trabalho pioneiro e de vanguarda da escola procura despertar nos moradores do entorno o sentimento de pertencimento ao seu espaço, a religação com a natureza, a valorização dos bens naturais e culturais, e a luta pela requalificação do Rio Gramame. “Se não fosse a Escola, a situação estaria bem pior”, alegou Tibério.

“A região do Vale do Gramame foi vilipendiada, então, precisamos continuar essa luta. Esse é um tema suprapartidário, que está acima de qualquer ideologia. Sem água, nós, seres humanos, não sobreviveríamos. Este assunto deve ser recorrente na Câmara. O meio ambiente, que para alguns é problema, na verdade é nossa salvação. Sem água a gente não vive”, reforçou.

Tibério Limeira ainda ressaltou que a bacia abastece cerca de 900 mil pessoas na Região Metropolitana de João Pessoa, e denunciou que, através de estudos realizados por universidades públicas, constatou-se a contaminação do manancial por 12 tipos de agrotóxicos, ocasionada pelas plantações ao longo da bacia hidrográfica.

Em aparte, o vereador Lucas de Brito (PV) asseverou que, mundo a fora, quanto mais antigas as cidades, mais estão preservando seus rios. “Devido ao processo civilizatório avançando, cidades europeias vivem em função da preservação de seus rios. Vemos uma Paris dedicada ao Rio Sena e os países do leste europeu voltados para o Rio Danúbio. Essa realidade precisa fazer parte do cotidiano brasileiro. É interessante a reflexão sobre a informação dada em relação à contaminação da bacia por 12 agrotóxicos. Será que isso não está relacionado à proliferação e resistência de algumas doenças no organismo humano?”, questionou.

Tibério Limeira ainda lembrou que, em dezembro do ano passado, realizou uma audiência pública para debater a preservação do Rio Gramame. A discussão resultou no encaminhamento de algumas recomendações aos Ministérios Públicos Federal e Estadual da Paraíba.

Bacia Hidrográfica do Rio Gramame

A Bacia Hidrográfica do Rio Gramame é um território de mais de 58km², cujo principal curso d’água é o Rio Gramame, com extensão de 54,3 km. Seus principais afluentes são os rios Mumbaba, Mamuaba e Água Boa. A bacia é responsável por cerca de 70% do sistema de abastecimento d’água da chamada grande João Pessoa, que compreende os municípios de João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, parte de Santa Rita e das cidades de Pedras de Fogo e Conde.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS