PBNEWS


Cidades

Corecon-PB apresenta Relatório de Gestão 2018 positivo em ações

O Conselho Regional de Economia da Paraíba realizou sessão especial na manhã desta quarta-feira, ocasião em que foi apresentado pelo presidente e vice-presidente Celso Mangueira e João Bosco o Relatório preliminar de gestão até novembro deste ano. O encontro foi abrilhantado pela presença do presidente do Conselho Federal de Economia, Wellington Leonardo da Silva.

06/12/2018 09:15

O Conselho Regional de Economia da Paraíba realizou sessão especial na manhã desta quarta-feira, ocasião em que foi apresentado pelo presidente e vice-presidente Celso Mangueira e João Bosco o Relatório preliminar de gestão até novembro deste ano. O encontro foi abrilhantado pela presença do presidente do Conselho Federal de Economia, Wellington Leonardo da Silva.

Ambos apresentaram aos conselheiros o que foi realizado ao longo de 2018 e também  alguns eventos a serem realizados nos próximos anos com o apoio do Cofecon, “Também levantamos questões com relação a conquistas e desafios, bem como podemos avançar, melhorando nosso relacionamento com as universidades, sociedade  e alunos do curso de Ciências Econômicas”, afirmou Celso.

Ele destacou nesse contexto positivo de ações o lançamento do documento intitulado “Paraíba: Desafios ao Desenvolvimento”, que teve a coordenação do ex-Reitor da UFPB, Rômulo Polari, com a contribuição de economistas, especialistas e entidades governamentais, que discutirão a economia paraibana através do Fórum Estadual do Pensamento Econômico.

Evento histórico

Celso também confirmou que o Corecon-PB deve sediar em João Pessoa em 2020 – ano em que será comemorado o centenário de nascimento de Celso Furtado e os 40 anos de criação do Conselho – um Encontro Nacional de Economistas. “Pretendemos resgatar a entrega anual da Medalha e Prêmio Celso Furtado a personalidades e autores de monografias, aproximando assim o Conselho da Academia”, acrescentou.

Por fim, ele concluiu, falando da pretensão de realizar a Gincana da Economia, implantar o Corecon-PB Acadêmico e expandir o Projeto Eu quero ser Economista, além de apoiar a criação da Cooperativa do Economista.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS