PBNEWS


Cidades

Enfermeira quer Conselho Regional atuante e voltado à valorização da categoria

Valorização da categoria através de investimentos em capacitação e qualificação profissional e efetiva participação do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba na defesa e construção de políticas de saúde junto a outros Órgãos como Ministério Público e Defensoria Pública. Esses são os principais eixos da campanha da enfermeira Selda Gomes, que encabeça a Chapa 3, […]

04/09/2017 17:03

Valorização da categoria através de investimentos em capacitação e qualificação profissional e efetiva participação do Conselho Regional de Enfermagem da Paraíba na defesa e construção de políticas de saúde junto a outros Órgãos como Ministério Público e Defensoria Pública.
Esses são os principais eixos da campanha da enfermeira Selda Gomes, que encabeça a Chapa 3, com representatividade estadual expressa por outros sete profissionais enfermeiros de municípios de variados portes, mas de igual responsabilidade, legitimidade e compromisso que disputará a eleição do Coren-PB no próximo dia 1º de outubro.
Novo conceito de gestão
“Sou representante por uma necessidade normativa, mas poderia ser qualquer outro colega que compõe a chapa, cuja composição também evidencia a descentralização administrativa que faz parte do novo conceito de gestão que adotaremos”, afirmou Selda, durante entrevista ao site de educação a distância Farol Corporativo que você confere clicando aqui
Nesse sentido, ela, que é mestre em enfermagem pela UFRN e doutora em saúde pública pela FioCruz, acrescentou que pretende, a exemplo de vários outros Regionais, implantar Câmaras Técnicas, para aprofundar o debate sobre políticas de saúde específicas dentro da categoria e para além dela, observada a inovação e aproximação com o conceito científico.
Valorização profissional
Selda pretende ainda oferecer cursos de formação e discutir junto às unidades de ensino como melhor qualificar os profissionais para a prática, voltados não só à assistência, mas a outros ramos em que a enfermagem possa ser inserida. “Lamentavelmente, como o Coren-PB não discute ensino e pesquisa, quem escolheu a enfermagem enquanto formação, mas quis ir para o ensino para formar outros profissionais fica prejudicado. Iremos mudar essa realidade”, assegurou.
Anuidade revertida em ações
Ela considerou inadmissível o fato de, mesmo em cenário de crise, o Órgão dispor de uma receita anual superior a R$ 9 milhões e se resumir a registrar e fiscalizar, quando é possível fazer mais pela categoria.
“Com o apoio às propostas recebido de instituições de ensino e redes de serviço público e a equipe qualificada que temos, experiente em gestão de serviços de saúde além da assistência, em todos os eixos que a enfermagem alcança, revertermos esses recursos à categoria com o diferencial do ensino e pesquisa”, declarou.
Solidariedade da categoria
Por fim, Selda, que traz no DNA a bravura da mulher sertaneja, natural que é da cidade de São José de Lagoa Tapada, no Alto Sertão da Paraíba, concluiu lembrando que a frustrada tentativa da Comissão Eleitoral de impugnar sua candidatura só fortaleceu a Chapa, através do sentimento de solidariedade manifestado através do aumento no número de apoios recebidos.
Os demais integrantes da Chapa 3 são Anne Milane (Pombal), Neidivânia Medeiros (São José do Sabugi), Júlio César (Campina Grande), Maria Clarissa (Patos), Laura Beta (Sousa), Patrício Júnior (João Pessoa) e Wyara Melo (Vieirópolis).

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS