PBNEWS


Cidades

Chapa 3 repudia tática nazista adotada por adversários na campanha do Coren-PB

A enfermeira e representante da Chapa 3 na eleição do Coren-PB, Selda Gomes, repudiou a prática de campanha adotada pela Chapa 1, apoiada pelo atual presidente do Órgão, Ronaldo Beserra, de repetir uma mentira mil na vezes para que ela se torne verdade, copiando o movimento tático criado pelo ministro da propaganda do ditador Adolf […]

09/09/2017 14:43

A enfermeira e representante da Chapa 3 na eleição do Coren-PB, Selda Gomes, repudiou a prática de campanha adotada pela Chapa 1, apoiada pelo atual presidente do Órgão, Ronaldo Beserra, de repetir uma mentira mil na vezes para que ela se torne verdade, copiando o movimento tático criado pelo ministro da propaganda do ditador Adolf Hitler na Alemanha Nazista, Joseph Goebbels, tristemente registrado na história mundial.
Ela citou como exemplo desse baixo nível de campanha, a disseminação pelas redes sociais da inverdade que a Chapa 1 teria “excluído” os técnicos auxiliares de sua composição. “Nossa Chapa é representada por 14 profissionais, sendo oito enfermeiros e seis técnicos auxiliares. Estes últimos, aliás, dimensionam a representatividade estadual que temos, oriundos que são de municípios de várias regiões do estado, como Mamanguape, Cajazeiras, Patos, Sousa e Campina Grande”, afirmou.
A verdadeira Chapa “branca”
Selda destacou ainda que apesar dessa comprovada representatividade, a Chapa 3 vem sendo cinicamente tachada como sendo “de governo” pela Chapa 1, na tentativa de desviar o foco de ela sim, contar com três funcionários de hospitais do governo estadual e até um vereador eleito, o que lhe tornou conhecida como Chapa “branca” e “oficial”, sem qualquer isenção e autonomia política para representar a classe.
A realidade dos fatos
Selda lembrou que apesar de os dois Quadros terem sido devidamente inscritos no último dia 21 de junho, ambos foram injustificadamente indeferidos pela Comissão Eleitoral do Coren-PB, o que a levou a recorrer ao Plenário do Órgão, que também se negou a votar.
“Fomos então ao Cofen, que acolheu parcialmente nosso recurso, deferindo apenas o Quadro 1, daí por que recorremos à Justiça com pedido liminar, cujo deferimento aguardamos a qualquer momento”, essa é a realidade dos fatos, afirmou. Ela finalizou, atribuindo ao desespero e falta de propostas críveis e exequíveis as frustradas tentativas da Chapa “branca” em inviabilizar sua candidatura e inevitável vitória através, também, do cultivo da desinformação e mentiras, repelidas pela categoria.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS