PBNEWS


Cidades

Via-Sacra das Igrejas ocorre na Sexta-feira Santa, no centro da Capital

A Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, com o apoio das equipes de Liturgia, Encontro de Casais com Cristo (ECC), Encontro de Jovens com Cristo (EJC) e do Segmento de Adolescentes (SEGME), promove na sexta-feira, às 6h, a tradicional Via-Sacra das Igrejas, com uma caminhada de fé, com orações cânticos e louvores, por várias igrejas […]

13/04/2017 19:35

A Paróquia de Nossa Senhora de Lourdes, com o apoio das equipes de Liturgia, Encontro de Casais com Cristo (ECC), Encontro de Jovens com Cristo (EJC) e do Segmento de Adolescentes (SEGME), promove na sexta-feira, às 6h, a tradicional Via-Sacra das Igrejas, com uma caminhada de fé, com orações cânticos e louvores, por várias igrejas e capelas no Centro de João Pessoa.
O evento, que é realizado desde 1971, faz parte da programação religiosa da Semana Santa na Capital, e reúne centenas de fiéis na igreja matriz de Nossa Senhora de Lourdes, localizada na Rua das Trincheiras, para percorrer igrejas e capelas do Centro da cidade.
De acordo com Antônio Fernandes, integrante do ECC, a Via-Sacra, que sai da matriz de Nossa Senhora de Lourdes, às 6h, os fiéis vão visitar sete igrejas e seis capelas, localizadas no Centro, que vão representar os caminhos percorridos por Cristo em direção ao calvário para a crucificação, retornando depois ao ponto inicial, às 11h. Cada igreja ou capela vai simbolizar uma das 15 estações.
Percurso:
1- Matriz de Nossa Senhora de Lourdes
2 -Igreja das Mercês
3 -Nossa Senhora do Carmo
4- Mosteiro de São Bento
5 – Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves
6 –Adro da Igreja de São Francisco
7 – Igreja Santa Terezinha
8- Capela do Colégio João XXIII
9- Igreja Mãe dos Homens
10 – Capela do Colégio Pio X
11- Capela do Hospital Santa Isabel,
12- Capela do Colégio das Lourdinas
13- Capela Bom Pastor
14- Capela da Maternidade Cândida Vargas
15- Matriz de Nossa Senhora de Lourdes
O evento
A celebração da Via Sacra consiste na oração mental de acompanhar o Senhor Jesus em seus sofrimentos conhecidos como a paixão de Nosso Senhor, a partir do Tribunal de Pilatos até o Monte Calvário. Essa maneira de meditar e louvar teve origem no tempo das Cruzadas (século X). Os fiéis que peregrinavam na Terra Santa e visitavam os lugares sagrados da Paixão de Jesus continuaram recordando os passos da Via Dolorosa de Jerusalém.
Em suas pátrias, compartilharam esta devoção à Paixão. O número de 14 estações fixou-se no século XVI, como forma de simbolizar parte do caminho de Jesus durante sua vida terrena: do Monte das Oliveiras, onde no “horto chamado Getsemani” (Mc 14,32) o Senhor foi “presa da angústia” (Lc 22,44), até o Monte Calvário, onde foi crucificado entre dois malfeitores (ver Lc 23,33), e ao jardim onde foi sepultado em um sepulcro novo, escavado na rocha (ver Jo 19,40-42).

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS