PBNEWS


Cidades

Movimentos culturais

18/09/2014 09:20

Recentemente li, em um jornal da cidade, uma matéria do colega Kubitschek Pinheiro

intitulada “Canções do exílio”, que fala do auto-exílio do cantor e compositor Gilberto Gil

em Londres, com detalhe do encontro musical, à época, entre Gil e a cantora Gal Costa.

Esse texto me levou à reflexão da importância, do papel e do poder dos movimentos

culturais no processo de democratização do país.

Vale ressaltar que durante a denominada Ditadura Militar, mesmo com a censura, a

cultura brasileira não deixou de criar e se espalhar pelo Brasil, com a arte se tornando

um instrumento de denúncia da situação do país. Desse período, no segmento cultural,

destaque para os festivais de música, que lançaram compositores e intérpretes das

chamadas canções de protesto, como Geraldo Vandré, Chico Buarque de Holanda e Elis

Regina.

Outro propagador do sentimento anti-ditadura foi o cinema, onde os trabalhos de Cacá

Diegues e Glauber Rocha levaram para as telas a história de um povo que perde seus

direitos mínimos. O mesmo ocorreu no teatro, com os grupos Oficina e Arena, que

procuram dar ênfase aos autores nacionais e denunciar a situação do país naquele

período.

Durante o regime de “chumbo, instaurado a partir do golpe de 64, muitos jornalistas

desenvolviam o seu trabalho no intuito de resistência ao regime e rompimento com a

ditadura. Nesse período, surgiram diversos jornais alternativos de oposição ao governo.

Entre os jornais irreverentes, citamos o Pasquim.

A Ditadura, com toda força de repressão, não foi capaz de estancar a rica produção

cultural do povo brasileiro. Em outras palavras, podemos recorrer a um refrão de uma das

músicas de Chico, como forma de resumir op que houve: “Apesar de você, amanhã há de

ser outro dia…”.

Cidadania – As políticas públicas voltadas para pessoas com deficiência foram tema

de debate na Câmara Municipal de João Pessoa, durante audiência pública realizada

nesta quarta-feira, 17 de setembro. A discussão foi proposta pelo vereador Lucas de Brito

(DEM), que destacou a necessidade do desenvolvimento constante de políticas públicas

em prol da melhoria da qualidade de vida, da acessibilidade, da inserção no mercado de

trabalho, dentre outros aspectos voltados para pessoas com deficiência na Capital.

Nailson Júnior

Nailson Jr é radialista formado pelo Cefet-PB e também é presidente do portal www.pbnews.com.br com grande experiência profissional na área de jornalismo e comunicação.

Nailson Jr é evangélico e um homem de cristo.

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS