PBNEWS


Câmara

Turma de Gestão Pública conclui estágio oferecido pelo programa ‘Aprendiz de Vereador’

Cerca de 10 alunos que viveram experiências sobre o dia a dia dos gabinetes de vereadores da Casa, por duas semanas, relataram suas experiências

01/12/2017 16:14

Com a maioria da turma formada por estudantes do curso de Gestão Pública, o projeto ‘Aprendiz de Vereador’, da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), encerra sua terceira edição. Os participantes relataram, na manhã desta sexta-feira (1º), como foram suas experiências e avaliaram a participação no programa, que tem como base a aproximação entre o meio acadêmico e o Parlamento Municipal.

O projeto, coordenado pela Escola do Legislativo Celso Furtado da CMJP, possibilita a cada estudante participar das atividades legislativas inerentes a um gabinete de vereador, para o qual foi selecionado, trabalhando com toda a equipe de assessores. Os universitários também sugerem projetos que poderão ser aprovados pelos parlamentares da Casa Napoleão Laureano e virar lei.

O presidente da Escola Legislativa da CMJP, Paulo Eduardo de Sá Barreto, avaliou a terceira turma do programa. “Tivemos muitos resultados positivos com esta turma, que teve uma característica peculiar: mais da metade dela é formada por alunos de Gestão Pública. Tivemos gratas surpresas com todos, principalmente com aqueles que puderam trazer conhecimentos de seus projetos de pesquisas para aplicar em políticas públicas. Isso é muito gratificante”, destacou.

O aluno do curso de Ciências Sociais, Jádson Cléber Lustosa, afirmou que o estágio serviu para desmistificar a visão que ele tinha do personagem do político. “Eu tinha o preconceito de que os políticos não são realmente pessoas que realizam trabalhos para beneficiar a população, isso é cultural da sociedade. Mas, a possibilidade do estágio como aprendiz de vereador fez mudar meu olhar nesse sentido”, colocou.

“Essa vivência de ver como funcionam os bastidores do gabinete, como o político é uma pessoa humana e não atua sozinho para elaborar projetos foi fundamental para desmistificar esse preconceito, essa sobre visão política que eu tinha e acredito que faz parte da nossa cultura”, explicou o aluno.

Jádson destacou ainda que, durante o estágio, teve a oportunidade de desenvolver um Projeto de Lei sobre um programa de apoio a pessoas com doenças raras em João Pessoa. “É um projeto inspirado numa pesquisa que estou realizando. Não imaginava que poderia aplicar o pouco conhecimento que estou construindo dentro da minha pesquisa em um projeto que pode se concretizar e beneficiar diretamente pessoas com doenças raras e seus familiares, que tanto necessitam de apoio. Foi algo fantástico”, enfatizou.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS