PBNEWS


Cabedelo

Procon Cabedelo inicia fiscalização em academias

A Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Cabedelo deu início, nesta terça-feira (7), à fiscalização nas 15 academias de ginástica cadastradas no município. A ação visa inspecionar as condições documentais e de qualidade de equipamentos, dos espaços físicos, como também do registro dos profissionais que trabalham nas empresas.

07/11/2017 16:32

A Procuradoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de Cabedelo deu início, nesta terça-feira (7), à fiscalização nas 15 academias de ginástica cadastradas no município. A ação visa inspecionar as condições documentais e de qualidade de equipamentos, dos espaços físicos, como também do registro dos profissionais que trabalham nas empresas.

Os empreendimentos que atenderem todas as exigências legais previamente informadas receberão o “Selo Procon Cabedelo de Qualidade”, com validade até dezembro de 2018.

A equipe do Procon está verificando itens como Alvará de Funcionamento e Sanitário válidos; Certificado do Corpo de Bombeiros válido; Código de Defesa do Consumidor; informação clara e precisa dos serviços oferecidos, preços e formas de pagamento. A fiscalização também observa as condições das máquinas e equipamentos, se estão em perfeito estado de funcionamento; e acessibilidade para pessoas portadoras de necessidades especiais.

“Esse é um projeto inspirado do lema ‘Excelência Merece Reconhecimento’, que conta com a parceria do Conselho Regional de Educação Física. Desde fevereiro, as academias participaram de uma primeira reunião preparatória. As empresas têm recebido orientações sobre todas as exigências legais previstas no Código de Defesa do Consumidor, através do Procon Cabedelo. O trabalho visa garantir aos consumidores desses serviços toda segurança à sua saúde e bem-estar, além de conferir às respectivas empresas um elevado conceito de qualidade”, o secretário do Procon, Francinaldo Oliveira.

Quanto às exigências inerentes aos usuários de academias e profissionais que prestam os serviços, a equipe do Procon vai verificar o registro no CREF10; se professores são habilitados em Educação Física; a identificação de professor e estagiário; o exame médico de aptidão ao esforço físico a cada 6 meses; e a autorização dos pais quando o aluno for menor de idade.

“Como em toda atividade empresarial, são muitas as exigências burocráticas. No entanto, como estamos tratando da saúde e segurança dos nossos clientes, temos sempre que considerá-las, também evitando o aparecimento de empresas desqualificadas à prestação desses serviços. O Selo de Qualidade poderá ser usado como um ponto positivo da propaganda da nossa empresa”, destacou o proprietário da Elite Fitness Center, Henrique Marinho.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS