Famup emite carta de repúdio pelo pronunciamento de Bolsonaro sobre o Covid-19

Eles classificaram como irresponsáveis as declarações e pediram para que a população siga as orientações das autoridades em saúde e sanitárias, ficando em casa. (Foto: Reprodução)

A Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup) emitiu carta de repúdio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, pelo seu pronunciamento na noite da terça-feira (24), em rede nacional. De acordo com a carta, o presidente diminuiu a gravidade da pandemia do coronavírus, orientando as pessoas a voltarem à vida normal.

Eles classificaram como irresponsáveis as declarações e pediram para que a população siga as orientações das autoridades em saúde e sanitárias, ficando em casa.
 
Confira a carta na íntegra
 
Carta de repúdio ao presidente da República Jair Bolsonaro

Os prefeitos paraibanos, representados pela Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), repudiam o pronunciamento feito pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, em rede nacional, que tratou de gripezinha uma pandemia que já matou 18.715 pessoas no mundo e ainda convocou a população a voltar à vida normal. 

Em um momento de grande crise, onde vivenciamos um problema de saúde pública e que fez com que a nossa economia parasse, precisamos de um presidente que aja com responsabilidade e se porte como estadista. Ideologias baseadas em entendimento próprio e colocar em primeiro plano o lucro, em detrimento à vida de cidadãos, só nos faz crer que estamos diante de uma política genocida.

Repudiamos as declarações e pedimos que a população desconsidere as insanidades ditas pelo nosso presidente. Estamos na ponta, sentimos na pele a real situação da população, vivenciamos tudo, sofremos junto e sabemos que nosso sistema de saúde não aguenta e não tem capacidade para atender tantas pessoas. 

Nossa expectativa era de anúncio em rede nacional com medidas concretas para a saúde pública. Aguardávamos o reconhecimento e o agradecimento aos profissionais da saúde que estão arriscando as suas vidas e trabalhando à exaustão. Queríamos ouvir soluções para matar a fome da população, medidas para salvar a nossa economia. Esperávamos de um presidente uma postura séria e a preocupação com a vida das pessoas.

Não somos irresponsáveis, fomos eleitos para defender os interesses e gerir os municípios paraibanos. Na falta de um líder nacional, lideramos. Pedimos à população que siga as orientações das autoridades em saúde e sanitárias, que são baseadas em evidências científicas. Juntos podemos mudar essa realidade. Todas as vidas são importantes para nós, por isso, respeitem a quarentena e fiquem em casa. O coronavírus é um problema seríssimo, que pode matar muitas pessoas em nosso País!
 

Publicidade