PBNEWS


Brasil

Avianca cancela 40 voos de chegada e saída no Aeroporto de João Pessoa até domingo

Os destinos atingidos com essa medida são Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, tanto de saída do Castro Pinto, quanto também como chegada.

22/04/2019 10:47

Avianca Brasil cancelará 1.045 voos entre esta segunda (22) e o próximo domingo (28). Destes, serão 40 voos com destino e saindo do Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, de João Pessoa, incluídos.

Os destinos atingidos com essa medida são Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo, tanto de saída do Castro Pinto, quanto também como chegada.- Continua depois da publicidade –

O cancelamento ocorre porque, a partir desta segunda, a companhia começa a devolver 18 dos 25 aviões que ainda operava.

O número de cancelamentos aumenta aos poucos durante a semana (veja mais abaixo a lista completa):

  • Segunda, 22/4: 96
  • Terça, 23/4: 128
  • Quarta, 24/4: 148
  • Quinta, 25/4: 159
  • Sexta, 26/4: 176
  • Sábado, 27/4: 170
  • Domingo, 28/4: 168

Em recuperação judicial desde dezembro, a companhia foi obrigada a fazer a devolução das aeronaves aos donos (chamados de “lessores”) por falta de pagamento, após sucessivas decisões da Justiça. As devoluções foram mediadas pela Anac.

O cancelamento de voos começou em 13 de abril e tem ocorrido diariamente desde então. Só nesta Páscoa, foram 612 voos cancelados. Ao todo, foram 62% voos a menos que no mesmo feriado do ano passado. Passageiros estão sendo avisados com antecedência, segundo a companhia.

A atualização dos voos cancelados está na página da Avianca Brasil.

Passageiros afetados

A companhia aérea disse que tem entrado em contato com os passageiros afetados para oferecer reembolso ou opções de reacomodação.

Também informou que, se as passagens foram compradas por meio de agências ou sites de viagem, o passageiro deve entrar em contato diretamente com as empresas.

Segundo a Anac, em caso de cancelamento ou de alteração do voo por iniciativa da Avianca, o passageiro deve ter os seus direitos respeitados, disponíveis para consulta no portal da Anac na internet.

Reclamações podem ser feitas pela plataforma Consumidor.gov.br e, caso não sejam atendidas, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do Serviço Nacional de Defesa do Consumidor.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS