PBNEWS


Brasil

“Vamos privatizar tudo que for possível”, diz Doria em posse

Governador eleito João Doria (PSDB) é diplomado durante cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral, na Sala São Paulo, região central de São Paulo (SP), nesta terça-feira (18).

01/01/2019 16:08

Ao empossar seu secretariado, no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), frisou que vai desestatizar, privatizar, tudo o que for possível no Estado. “Não vamos gastar dinheiro público em áreas que podem dar melhores resultados quando geridas pela iniciativa privada”, disse na manhã desta terça-feira, 1º, em discurso marcado pelo tom do liberalismo econômico. “Não tenho medo de cara feia. Vamos desestatizar e privatizar tudo que for possível.

Governador eleito João Doria (PSDB) é diplomado durante cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral, na Sala São Paulo, região central de São Paulo (SP), nesta terça-feira (18).
Governador eleito João Doria (PSDB) é diplomado durante cerimônia realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral, na Sala São Paulo, região central de São Paulo (SP), nesta terça-feira (18).Foto: NEWTON MENEZES/FUTURA PRESS / Estadão Conteúdo

Com isso vamos liberar o governo para ajudar os mais pobres, e mais necessitados”, afirmou, destacando que desenvolverá um amplo programa de desestatização, criando Parcerias Público Privadas (PPPs).

Dirigindo-se ao secretário da Fazenda de São Paulo, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, o governador disse que o convidou para o cargo para que cuide das contas públicas, faça a economia crescer e gere empregos. “Na economia, chamei o Meirelles para controlar as finanças e mantê-las no azul”, afirmou.

“O crescimento de SP será a maior contribuição para governo que será empossado em Brasília”, emendou, reforçando seu compromisso com a retomada da infraestrutura no Estado. O governador citou como exemplo a infraestrutura em transportes.

Doria disse que continuará a morar na sua casa. “Não quero fulanizar, mas agora as coisas vão mudar. O Palácio agora será casa de trabalho. Acabou os chás e cafezinhos aqui”, exclamou o governador. “Não quero romaria de prefeitos, quero soluções para prefeituras”, disse. Doria repetiu que doará seus salários a instituições. “O primeiro vai para a AACD, depois GRAAC”, citou.

Segundo Doria, um de suas missões será simplificar os serviços prestados pelo governo. Para isso, de acordo com ele, na quarta-feira, 2, os secretários terão que procurar implantar nas suas áreas o padrão “Poupatempo”, de simplificação e agilidade na prestação de serviços.

Fonte : Terra

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS