PBNEWS


Bayeux

Polícia encontra local onde quadrilha escondia armas e drogas enterradas em Bayeux

O ponto foi descoberto durante uma operação realizada por policiais da 4ª Companhia Independente, que resultou na apreensão de uma espingarda, um revólver e 7 kg de maconha.

07/11/2018 17:57

A Polícia Militar encontrou, nesta quarta-feira (7), o local exato onde os criminosos enterravam armas e drogas, na cidade de Bayeux. O ponto foi descoberto durante uma operação realizada por policiais da 4ª Companhia Independente, que resultou na apreensão de uma espingarda, um revólver e 7 kg de maconha.

De acordo com o comandante da 4ª Companhia Independente, major Túlio Ramalho, a apreensão é a continuidade das diligências da prisão da quadrilha suspeita de roubos, clonagens de carros e de planejar ataques a bancos, que aconteceram na noite dessa terça-feira (6), na mesma cidade. “Recebemos a informação de que a quadrilha guardava as armas enterradas em uma área de mangue, escondidas em tonéis, além de drogas também. Montamos a operação, fomos de barco até o local, que só era possível chegar por esse tipo de transporte, e achamos o ponto exato usado pelos criminosos”, disse.

Na operação, houve troca de tiros com os criminosos que estariam fazendo a segurança do local e eles fugiram pelo mangue. O material apreendido será levado para a 5ª Delegacia Distrital, em Bayeux.

Prisão da quadrilha – Sete suspeitos, com idades entre 21 e 37 anos, foram presos em flagrante, na noite dessa terça-feira (6), em uma operação que desarticulou uma quadrilha que estaria atuando com roubos e clonagens de carros e em ações contra instituições financeiras, na Paraíba.

A operação resultou na apreensão de cinco armas de fogo, quatro veículos com registros de roubo, munições e materiais que seriam usados nos assaltos, a exemplo de peruca e balaclava. O grupo estaria planejando um assalto aos Correios da cidade de Sumé e também o ataque a uma das agências bancárias de Bayeux, conforme informações recebidas pela PM.

Leia também

[« Voltar]

Fale conosco Siga-nos no Twitter RSS